Mercado fechado
  • BOVESPA

    99.621,58
    -969,83 (-0,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.061,61
    -373,84 (-0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,39
    -0,39 (-0,36%)
     
  • OURO

    1.821,40
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    20.060,53
    -186,81 (-0,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    431,14
    -8,52 (-1,94%)
     
  • S&P500

    3.818,83
    -2,72 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    31.029,31
    +82,32 (+0,27%)
     
  • FTSE

    7.312,32
    -11,09 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    21.996,89
    -422,08 (-1,88%)
     
  • NIKKEI

    26.724,33
    -80,27 (-0,30%)
     
  • NASDAQ

    11.680,25
    -10,75 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4302
    +0,0196 (+0,36%)
     

Microsoft Teams agora usa IA para acabar com eco nas chamadas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Microsoft decidiu usar inteligência artificial para proporcionar uma acústica melhor nas salas e obter ganhos na qualidade de voz. O foco é reduzir ou até eliminar ruídos de comunicação para videochamadas aprimoradas.

A gigante do software criou modelos de aprendizado de máquina para otimizar o som, com redução de ecos e microfones abafados. A empresa diz que já tinha tentado corrigir isso com o processamento de sinal digital, mas que o sistema de IA se mostrou mais efetivo.

O Teams agirá automaticamente caso identifique alguma reverberação do som em uma sala, ou seja, quando a voz de alguém ecoar no computador de outra pessoa (geralmente, porque ela está usando caixas de som próximas ao microfone). O áudio capturado será convertido para eliminar a propagação do som e focar apenas em quem está com a palavra.

Isso significa que, mesmo quando você falar simultaneamente a outra pessoa, não haverá aquele efeito de se escutar por outra fonte de áudio. A Microsoft garante que o modelo foi tão bem treinado que é capaz de diferenciar perfeitamente a fala natural do eco.

Como foi criada a IA do Teams?

Para se chegar ao resultado esperado, a companhia conduziu diversos experimentos por meses para alimentar o modelo com diversas situações de chiados ou ruídos. Conforme a Microsoft, foram mais de 30 mil horas de fala para treinar a ferramenta. Por meio de crowdsourcing, pessoas foram pagas para gravar sua voz e produzir áudios em seus dispositivos, assim a inteligência consegue mapear incontáveis cenários.

A simulação teria ocorrido em mais de 100 mil salas diferentes, em locais distintos e com microfones/headsets próprios de cada testador. O resultado dessa "força-tarefa" teria sido a eliminação do eco, o que deve permitir que várias pessoas falem ao mesmo tempo, além do aprimoramento geral das chamadas.

Todo esse processamento é feito localmente, na máquina ou dispositivo móvel do usuário, portanto não há tráfego de dados para a nuvem. Além de o processamento em nuvem ser mais caro (e exigir mais banda de internet), manter a ferramenta in loco evita a interceptação de conversas por terceiros.

A nova IA do Microsoft Teams já está disponível para usuários e chega junto de outras mudanças como otimizações para exibição de texto em vídeo. Outro lançamento é o ajuste aprimorado do consumo de banda durante chamadas de vídeo ou compartilhamento de tela.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos