Mercado abrirá em 4 h 9 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,63
    +0,37 (+0,52%)
     
  • OURO

    1.813,80
    -8,40 (-0,46%)
     
  • BTC-USD

    38.618,94
    -982,41 (-2,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    936,64
    -24,26 (-2,52%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.105,67
    +23,95 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.982,75
    +30,00 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1192
    -0,0249 (-0,41%)
     

Microsoft Store deve distribuir extensões do Edge no Windows 11

·2 minuto de leitura

Junto ao Windows 11, a Microsoft Store também receberá uma grande onda de renovações — indo do visual ao modelo de cobrança sobre os desenvolvedores. A nova plataforma é pensada para ser um lugar onde você encontrará “todos os seus aplicativos favoritos” — e, segundo as descobertas feitas nesta quarta-feira (30), até extensões para o Edge serão baixadas por lá.

Embora seja o navegador nativo do Windows, o Edge conta com uma loja própria, acessada exclusivamente por ele, para baixar e instalar extensões e ferramentas complementares. O processo, além de prático, imita a estratégia do Google, que adota a Chrome Web Store para a distribuição desses recursos no seu navegador.

Extensões foram adicionadas à loja, mas ainda não contam com categoria exclusiva (Imagem: Reprodução/Windows Central)
Extensões foram adicionadas à loja, mas ainda não contam com categoria exclusiva (Imagem: Reprodução/Windows Central)

Entretanto, extensões conhecidas, como uBlock Origin e Grammarly, apareceram na loja nativa do W11, conforme mostra o Windows Central. Na plataforma, os complementos para o Edge ganharam espaço para exibição de descrições, avaliações baseadas em estrelas, links diretos para páginas oficiais, capturas de tela demonstrativas e, claro, o botão para download/instalação.

Por enquanto, ainda não há abas dedicadas para reunir as extensões, uma vez que os usuários do programa de testes precisam procurar individualmente por elas na loja. Entretanto, é bem provável que a Microsoft Store receba categorias e tags futuramente para identificar e filtrar as adições de navegador dos demais aplicativos.

A nova pegada para a Microsoft Store começará antes mesmo do lançamento do Windows 11 — que tem chegada oficial aguardada para o início de 2022. O novo sistema de cobranças, que poupa desenvolvedores com usam meios próprios para efetuar transações, vai ao ar a partir de 1° de agosto deste ano. Se a adição de extensões à plataforma não depender de mudanças dentro do SO, é provável que a novidade chegue primeiro ao W10.

Atualmente, o Windows 11 está em fase de testes e a sua primeira versão já foi liberada para usuários inscritos no programa Windows Insider.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos