Microsoft quer transformar o Rio de Janeiro em polo tecnológico

Rio de Janeiro, 8 nov (EFE).- A Microsoft quer transformar o Rio de Janeiro em um polo tecnológico ao redor de um laboratório e outros projetos que vai executar na cidade, disse nesta quinta-feira o diretor da divisão brasileira da empresa, Michel Levy.

"Esperamos estimular o fluxo de conhecimento entre as equipes de pesquisa da Microsoft, universidades locais, empresas emergentes e o mercado brasileiro, transformando a cidade do Rio de Janeiro em um polo tecnológico de grande efervescência", afirmou Levy em entrevista coletiva.

A multinacional americana investirá R$ 200 milhões em seus projetos na cidade, que incluem a construção de um laboratório, um centro de desenvolvimento do buscador Bing e um departamento de apoio a empresas emergentes do setor de internet.

O Laboratório de Tecnologias Avançadas será o quarto desta empresa no mundo e estará focado na aplicação de soluções científicas para o mercado corporativo brasileiro, segundo um comunicado.

A companhia também estabelecerá no Rio um "acelerador de negócios", um centro que dará suporte tecnológico, administrativo e financeiro a 15 pequenas empresas do setor de internet a cada dois anos.

A Microsoft poderá financiar os planos de negócios de um teto de R$ 1 milhão por cada uma dessas 15 empresas.

As novas instalações da Microsoft ficarão em um edifício histórico do centro do Rio, propriedade da companhia de distribuição de gás CEG, que será reformado até dezembro de 2013.

O programa de apoio a empresas emergentes começará antes, a partir do primeiro trimestre do ano entrante, em instalações temporárias cedidas por uma universidade. EFE

Carregando...