Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,49
    +0,05 (+0,06%)
     
  • OURO

    1.764,30
    -1,40 (-0,08%)
     
  • BTC-USD

    61.999,44
    +460,63 (+0,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.430,53
    -21,11 (-1,45%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.203,83
    -30,20 (-0,42%)
     
  • HANG SENG

    25.409,75
    +78,75 (+0,31%)
     
  • NIKKEI

    29.025,46
    +474,56 (+1,66%)
     
  • NASDAQ

    15.283,75
    -6,75 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3916
    +0,0001 (+0,00%)
     

Microsoft investiga erro na integração do Gmail com o Outlook

·2 minuto de leitura

A Microsoft anunciou a investigação de uma falha que está impedindo a integração de contas no Gmail ao Outlook, parte do pacote Office 365. O problema acontece com usuários que possuem a autenticação em duas etapas ativada e estaria relacionado às chaves de segurança físicas, que quando utilizadas, retornam um erro de que o navegador não suporta aquele tipo de verificação, quando ela é claramente possível.

De acordo com a empresa, o problema acontece na versão PC do Outlook e não interfere em contas já integradas ao software, mas apenas na configuração de novas. A Microsoft disse estar analisando a questão, que deve ser corrigida em uma atualização futura e, por enquanto, recomenda que os usuários modifiquem seu método de autenticação em dois fatores, realizando o cadastro do perfil no Gmail e voltando à opção das chaves de segurança logo depois.

A companhia também está investigando uma falha no sistema de buscas do Outlook, no qual as sugestões após a digitação do usuário aparecem de forma incompleta, errada ou não são exibidas. O problema já foi confirmado nos idiomas grego, russo, japonês e hebreu, e enquanto trabalha em uma solução, a companhia adiantou que a falha também pode surgir, em menor ou maior grau, em outras línguas.

Relacionado ao mesmo problema está uma exibição incorreta de mensagens enviadas, assim como travamentos relatados pelos usuários em um recurso relacionado à pesquisa no módulo de tarefas. Em todos os casos, as falhas foram relatadas pelos usuários e devem ser corrigidas em atualizações futuras, que ainda não têm data para serem liberadas.

As indicações apareceram junto a outras falhas e bugs que estão sendo investigados atualmente pela Microsoft, em uma página de suporte dedicada a problemas localizados no Outlook. Em alguns casos, mitigações e soluções estão disponíveis, enquanto em outras, o que resta aos usuários é esperarem por uma correção.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos