Mercado fechado

Microsoft impulsiona S&P 500 para perto de máxima recorde

Por Ambar Warrick e Medha Singh

Por Ambar Warrick e Medha Singh

(Reuters) - Os ganhos em ações da Microsoft impulsionavam o índice S&P 500 para perto de sua máxima histórica nesta quinta-feira, um dia depois de o Federal Reserve cortar a taxa de juros, como o esperado, mas diminuir expectativas de mais afrouxamento monetário.

Às 11:51 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,31%, a 27.231 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,433694%, a 3.020 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,7%, a 8.234 pontos.

Os planos da Microsoft de recomprar 40 bilhões de dólares em ações também impulsionavam os índices Dow Jones e Nasdaq, ao mesmo tempo que amparava alta de 0,7% do índice S&P para o setor de tecnologia.

Os três principais índices de Wall Street recuperaram todas as suas perdas acumuladas a partir de agosto, quando renovados temores sobre as relações comerciais entre Estados Unidos e China e a perspectiva de uma recessão iminente levaram as bolsas de valores dos EUA a registrar seu segundo declínio mensal em 2019.

Na máxima do dia, de 3.020,02 pontos, o S&P 500 ficou a menos de 10 pontos de sua máxima histórica de 3.027,98 pontos registrada em julho.

As ações de energia subiam 0,2%, na esteira da alta dos preços do petróleo, com a commodity apoiada por riscos de oferta à medida que o mercado avaliava as consequências dos ataques com drones do último fim de semana a instalações de petróleo da Arábia Saudita.