Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.247,13
    +59,96 (+0,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

Microsoft Excel encerrará suporte para ferramenta de finanças pessoais nativa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Microsoft encerrará o suporte para o Dinheiro no Excel, modelo de planilha personalizada para gerenciamento de finanças pessoais. O template dinâmico foi lançado em 2020 para assinantes do Microsoft 365 e podia se conectar com contas de instituições financeiras (bancos, corretoras de investimentos e mais) para automatizar a entrada e apresentação de informações.

O fim do suporte acontecerá em 30 de junho deste ano — portanto, falta apenas um mês para o encerramento. A empresa não foi tão clara quanto aos motivos que a levaram à decisão, mas afirma ter “aprendido bastante” com o serviço e acredita que pode levar “maior impacto positivo” em outras áreas.

O Money in Excel permitia gerenciar finanças pessoais ou familiares com entrada automática de dados (Imagem: Reprodução/Microsoft)
O Money in Excel permitia gerenciar finanças pessoais ou familiares com entrada automática de dados (Imagem: Reprodução/Microsoft)

A julgar pelo comentário da Microsoft, é provável que o Dinheiro no Excel não fosse uma das ferramentas mais populares da empresa, apesar de sua utilidade. Como alternativa, a dona do Windows sugeriu o uso do Tiller, ferramenta de controle de finanças pessoais similar e que conta com ferramentas integradas ao Excel.

Planilhas já preenchidas não serão perdidas com o fim do suporte, mas a ferramenta não poderá mais importar dados de contas vinculadas após a data. Além disso, a Microsoft também removerá o resgate de ofertas de marcas parceiras, também no dia 30 de junho.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos