Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,05 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,35 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    48.112,30
    +955,59 (+2,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,16 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,50 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7797
    -0,0062 (-0,09%)
     

Microsoft Edge vai tornar as notificações mais inteligentes e menos invasivas

Douglas Ciriaco
·2 minuto de leitura

Navegar pela web neste momento significa, também, topar com inúmeras notificações em basicamente qualquer site visitado. A prática, que tem uma função de facilitar a divulgação de conteúdos, pode ser incômoda, afinal interfere visualmente na navegação, por isso, o Microsoft Edge prepara uma novidade que deve deixar esse cenário menos intrusivo.

Em uma postagem no seu blog oficial, a Microsoft descreve o que chama de “requisição de notificação adaptativa”. O recurso é uma ampliação da função “requisição de notificação silenciosa”, lançada no Edge 84, que segundo a empresa reduziu significativamente as reclamações de usuários sobre notificações invasivas.

Notificações silenciosas estrearam no Edge 84 (Imagem: Divulgação/Microsoft)
Notificações silenciosas estrearam no Edge 84 (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Contudo, as requisições silenciosas marcavam a existência de uma notificação com um ponto vermelho sobre o ícone de sino na barra de endereços (imagem acima). Apesar de bem recebido pela maior parte dos usuários, muitos reclamaram que não sabiam onde acessar a notificação em seus sites favoritos, o que levou a Microsoft à nova iniciativa relacionada ao tema.

“Com essa nova abordagem, oferecemos tanto as requisições silenciosas quanto as completas com base em dados acumulados a partir das escolhas dos usuários”, informou a MS na postagem.

Notificações adaptativas

Ainda conforme a empresa, sites que mantém boas práticas de notificação tendem a ser mais bem recebidos pelo público, o que favorece a exibição das notificações completas (ou seja, não silenciadas por padrão). Ou seja, o Microsoft Edge a partir da versão 88 vai aprender com as ações de toda a sua comunidade de usuários a identificar as páginas que devem ou não ser silenciadas por padrão.

Como as requisições silenciosas vêm ativadas de maneira nativa no programa, é possível acessar as configurações do Edge (Configurações > Permites de sites e Cookies > Notificações) e definir manualmente a forma que for mais conveniente.

Apesar de bastante úteis em alguns casos, as notificações podem vir em quantidade excessiva e incomodar bastante a fluidez da navegação. A mudança proposta pela Microsoft é um avanço interessante e que pode trazer bons frutos não apenas para o Edge, mas que saber ser replicado em todo o ecossistema de navegadores baseados no Chromium (Chrome, Opera e Vivaldi, por exemplo).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: