Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,11 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,12 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,32
    +0,42 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.833,00
    +1,70 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    58.029,64
    -689,39 (-1,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,29 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,26 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,85 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,42 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.737,75
    +28,00 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Microsoft Edge vai ganhar importante ajuste de segurança em julho

Igor Almenara
·2 minuto de leitura

Assim como o Chrome e o Firefox, o Edge abraçará protocolos mais seguros para a web. A partir da versão 92, o navegador da Microsoft encaminhará usuários automaticamente de páginas HTTP para HTTPS, um padrão mais seguro de comunicação entre o computador e sites da internet.

A diferença crucial entre os dois protocolos está no uso da criptografia SSL para estabelecer comunicação entre os usuários e os servidores. Quando utilizada, a camada de segurança evita que usuários sejam espionados por criminosos que interceptam a troca de dados entre as pontas, técnica conhecida como "man-in-the-middle" — cujo padrão mais simples não é capaz de evitar.

Embora seja menos seguro, o protocolo sem criptografia ainda é popular entre sites (especialmente os mais antigos) e pode ser utilizado para fins maliciosos em golpes bem articulados. Por isso, é importante sobrepor a preferência do usuário comum pelo padrão mais eficiente durante o uso comum, para evitar enganos de pessoas com menos conhecimento técnico ou simples desatenção.

De acordo com as informações oficiais, haverá uma lista de redirecionamentos para protocolos mais seguros toda vez que o usuário entrar num site HTTP. Ademais, a descrição sugere que o navegador forçará conexões com o padrão com SSL em alguns casos.

O que muda no dia a dia?

No Firefox, existe função parecida que solicita autorização do usuário para redirecionar a navegação para o método criptografado. Por enquanto, a abordagem adotada pelo Microsoft Edge continua em segredo e só deve ser revelada próximo do lançamento ou nas versões de testes do browser.

Na prática, pouco ou nada deve mudar a experiência com o Edge. O protocolo de um endereço web é algo que muda a comunicação do usuário com o site exclusivamente nos bastidores. Entretanto, quando fortalecidos pelo SSL, informações e dados fornecidos aos sites tem camadas extras de segurança contra invasores, impedindo que sejam interceptados com facilidade. Isso permite que o usuário forneça números de cartões e detalhes sensíveis com mais privacidade, garantia também para o site de destino.

A novidade foi encontrada no cronograma de desenvolvimento da Microsoft e deve chegar na versão 92 do navegador, cujo lançamento está previsto para meados de julho deste ano.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: