Mercado fechará em 3 h 26 min
  • BOVESPA

    111.201,42
    +275,82 (+0,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.422,23
    -35,32 (-0,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,75
    +0,53 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.797,20
    -18,00 (-0,99%)
     
  • BTC-USD

    16.948,24
    -10,55 (-0,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    402,34
    +0,92 (+0,23%)
     
  • S&P500

    4.047,36
    -29,21 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    34.215,05
    -179,96 (-0,52%)
     
  • FTSE

    7.561,17
    +2,68 (+0,04%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.918,00
    -144,75 (-1,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4447
    -0,0207 (-0,38%)
     

Microsoft Edge 107 melhora a barra lateral e adiciona políticas para admins

O Microsoft Edge recebeu uma atualização específica para aprimorar a Barra Lateral do navegador. A versão 107.0.1418.24 não traz novos recursos nem aprimoramentos visíveis, mas introduz várias políticas para o app, especificamente úteis para empresas.

A barra lateral é uma das apostas mais importantes da Microsoft nos últimos meses, pois permite o acesso rápido a ferramentas de produtividade na própria janela do navegador. Quem é usuário corporativo terá quatro ícones ativados por padrão: Pesquisa, Descobrir, Office.com e Outlook.

As escolhas não são à toa, já que os desenvolvedores pretendem impulsionar suas ferramentas voltadas para ambiente corporativo. Administradores de redes nas companhias poderão controlar a disponibilidade e a configuração dessa barra lateral usando as políticas HubsSidebarEnabled.

Os admins também poderão bloquear a instalação de extensões (política ExtensionInstallBlockList) e determinar quais utilitários estarão ali presentes, independentemente da vontade do trabalhador (política ExtensionInstallForceList). Essa é uma ferramenta bacana para médias e grandes empresas, que podem ter muitos sistemas e softwares acessíveis de maneira facilitada.

Com o comando edge://sidebar-internals, admins podem checar o ID de cada app da Barra Lateral para removê-los ou incluí-los nas políticas (Imagem: Captura de tela/Alveni Lisboa/Canaltech)
Com o comando edge://sidebar-internals, admins podem checar o ID de cada app da Barra Lateral para removê-los ou incluí-los nas políticas (Imagem: Captura de tela/Alveni Lisboa/Canaltech)

Em resumo, a Microsoft decidiu deixar nas mãos das equipes de informática o que será exibido naquele local estratégico. Se não houver controle, usa-se as quatro opções definidas como padrão.

Mudança na inicialização do Edge

Outro pequeno ajuste, também relacionado às políticas do navegador, é a possibilidade de adicionar ou remover URLs predefinidas ao inicializar o Edge. Os gestores de TI das empresas podem criar uma lista obrigatória de sites para acesso sempre que abrir o navegador. Com a política RestoreOnStartupUserURLsEnabled, o admin permite que cada pessoa ajuste isso individualmente.

Essas são todas as novas políticas implementadas no Edge:

  • EdgeWorkspacesEnabled - Habilitar espaços de trabalho

  • EnhanceSecurityModeBypassIntranet - Configuração do modo de segurança aprimorada para sites da zona da intranet

  • EventPathEnabled - Reativar a API Event.path até a versão 115 do Microsoft Edge

  • InternetExplorerIntegrationLocalMhtFileAllowed - Permitir que arquivos MHTML locais sejam abertos automaticamente no modo Internet Explorer

  • LinkedAccountEnabled - Ativar o recurso de conta vinculada

  • PerformanceDetectorEnabled - Detector de desempenho habilitado

  • RestoreOnStartupUserURLsEnabled - Permitir que os usuários adicionem e removam seus próprios sites durante a inicialização quando a política RestoreOnStartupURLs estiver configurada

  • DefaultShareAdditionalOSRegionSetting - definir a configuração padrão "compartilhar região adicional do sistema operacional"

  • WebSelectEnabled - Ativa o Web Select

  • WebSQLAccess - Força WebSQL a ser habilitado

  • WebSQLNonSecureContextEnabled - Força WebSQL em contextos não seguros a serem habilitados

A atualização também inclui várias atualizações de segurança, listadas em uma página separada da Microsoft. Usuários finais não devem notar nenhuma diferença no update do Edge, mas administradores devem ficar contentes por ter mais opções.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: