Mercado fechará em 4 h 24 min
  • BOVESPA

    121.651,41
    +945,50 (+0,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.212,29
    +382,98 (+0,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,02
    +1,20 (+1,88%)
     
  • OURO

    1.837,80
    +13,80 (+0,76%)
     
  • BTC-USD

    51.276,87
    +1.276,07 (+2,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.433,13
    +74,57 (+5,49%)
     
  • S&P500

    4.165,18
    +52,68 (+1,28%)
     
  • DOW JONES

    34.307,58
    +286,13 (+0,84%)
     
  • FTSE

    7.047,47
    +84,14 (+1,21%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.335,50
    +235,25 (+1,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3773
    -0,0352 (-0,55%)
     

Mick Jagger e Dave Grohl lançam música sobre o fim do confinamento

·1 minuto de leitura
Mick Jagger lançou uma canção sobre o confinamento, com a colaboração de Dave Grohl

O cantor britânico Mick Jagger e o líder dos Foo Fighters, Dave Grohl, lançaram a canção "Eazy Sleazy", marcada pela ironia sobre uma vida afetada pelo coronavírus.

Disponível no Youtube e nas redes sociais, "Eazy Sleazy" faz piada com as reuniões por Zoom e as restrições de viagens, os excessos da televisão e o recurso de cozinhar para escapar do tédio entre "os muros de uma prisão" doméstica.

O vocalista dos Rolling Stones, de 77 anos, também ironiza as teorias da conspiração a respeito das vacinas da covid-19, cantando "Bill Gates está em meu sangue" e a "Terra é plana e fria".

E espera que esta "será uma memória que você está tentando se lembrar de esquecer".

"É uma canção que escrevi sobre a saída do confinamento, com um otimismo muito necessário", afirmou Jagger em um comunicado, feliz de colaborar com Dave Grohl.

"É difícil de expressar com palavras o que significa gravar esta canção com Sir Mick", declarou o ex-baterista do Nirvana.

"É mais que um sonho que vira realidade. Logo quando pensava que a vida não poderia ser mais maluca... esta é a canção do verão, sem dúvida', completou o americano de 52 anos.

spe-acc/zm/fp