Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,82 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,44 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,36
    +0,60 (+0,72%)
     
  • OURO

    1.794,00
    -2,30 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    61.793,46
    +759,02 (+1,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,70 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,92 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.020,78
    -106,15 (-0,41%)
     
  • NIKKEI

    28.589,21
    -215,64 (-0,75%)
     
  • NASDAQ

    15.333,00
    -8,00 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5773
    -0,0035 (-0,05%)
     

Michigan pode ser o primeiro estado dos EUA com estradas de carregamento sem fio

·4 minuto de leitura
Michigan pode ser o primeiro estado dos EUA com estradas de carregamento sem fio
Michigan pode ser o primeiro estado dos EUA com estradas de carregamento sem fio

A governadora Gretchen Whitmer, de Michigan (Estados Unidos), abriu o salão do automóvel Motor Bella esta semana, anunciando que o estado começaria a testar estradas de carregamento sem fio. Sim, a ideia pode ser vista como trazer aquelas bases e almofadas wireless nas quais você pode carregar seu telefone para a realidade dos EVs.

Com o sistema anunciado pela governadora de Michigan, seria possível para os EVs serem carregados enquanto trafegam, evitando assim paradas para cargas na bateria em estações dedicadas. Segundo Whitmer, um trecho de uma milha (cerca de 1,6 km) de estrada seria escolhido para o projeto piloto de carregamento sem fio.

Até o momento, não está claro como a tecnologia funcionaria, quando o projeto piloto estaria operacional nem quanto custaria, embora esse tipo de avanço tenha sido discutido por especialistas como um possível futuro para carregamento.

O estado se junta a outro estado americano, o de Indiana, e a várias organizações internacionais, incluindo governos, com planos semelhantes. No início deste ano, o Departamento de Transporte de Indiana anunciou que começaria a testar o pavimento de rodovias de carregamento sem fio.

Indiana também estuda estradas com carregamento sem fio

O plano de Michigan colocaria o estado à frente de Indiana, indo diretamente para a fase de teste de estradas. O Departamento de Transporte de Michigan está planejando emitir um pedido de proposta em 28 de setembro.

Em Indiana, os trabalhos estão sendo feitos com a Purdue University e a empresa alemã Magment. Os testes ocorrerão em fases, começando com testes e validação de diferentes tipos de pavimentos. A fase três é quando o teste real começa, embora o local e o prazo ainda não tenham sido definidos.

Com estradas dotadas de carregamento sem fio, menor seria a necessidade de estações para carga de bateria de carros elétricos
Com estradas dotadas de carregamento sem fio, menor seria a necessidade de estações para carga de bateria de carros elétricos (Imagem: A. Krebs/Pixabay/CC)

A tecnologia da Magment faz uso de um meio de concreto que apresenta partículas magnéticas embutidas na lama para transmitir energia sem fio aos carros elétricos. E faz isso enquanto os veículos estão em movimento.

A Magment diz que seu design magnético otimizado pode ser totalmente integrado em pisos industriais durante a construção. Além disso, ele oferece transferência de energia contínua e consistente, não requer bobinas duplas ou sobrepostas e é adequado para sistemas de carregamento estático e dinâmico.

O projeto planeja testar a mistura de concreto e os sistemas no laboratório. Em seguida, espera-se que os engenheiros da Purdue University prossigam para testar o plano, analisar os resultados e sugerir ajustes para otimizar a tecnologia na estrada.

Um trecho de testes com 400 metros faz parte da Fase 3 do projeto, onde será avaliada a praticidade de mover uma carga para caminhões comerciais que operam a 200 kW e acima. Caso os resultados desses testes sejam satisfatórios, o departamento de Indiana diz que a tecnologia será usada para eletrificar alguma parte da rodovia interestadual.

Estradas com carregamento sem fio dariam maior autonomia a EVs

Uma grande questão sobre o carregamento sem fio de carros elétricos é a implementação. Tanto o veículo em movimento quanto a superfície da estrada devem ser capazes de realizar essa conexão e transmissão de energia. Além disso, carregar a bateria de um carro elétrico demora muito mais do que abastecer um tanque de combustível. E essa condição não deixa de ser complicada mesmo para modelos atuais dotados de grande autonomia.

O desenvolvimento de carros elétricos tem como um de seus principais focos o aumento dos quilômetros de alcance por carga da bateria. Além dessa preocupação com a autonomia, outra dor de cabeça conhecida nos EVs é a quantidade de tempo que leva para o veículo realizar sua recarga nas estações de carregamento.

Leia mais:

Em 2018, a Suécia começou a testar um sistema que usava um trilho eletrificado que poderia carregar veículos por meio de um braço retrátil. Esse tipo de mecânica era na linha dos tradicionais bondinhos elétricos que vemos em algumas cidades pelo mundo.

Já em maio, trouxemos que pesquisadores da Universidade Cornell, nos Estados Unidos, estão trabalhando no desenvolvimento de uma estrada especial que carrega as baterias de carros elétricos por indução. Segundo o professor de engenharia elétrica responsável, Khurram Afridi, a tecnologia pode já estar nas estradas em cinco ou dez anos.

Quanto aos carros, a capacidade de carregamento sem fio é uma das inovações que o Genesis GV60 pretende apresentar em breve. As expectativas são de que a opção de carregamento sem fio seja lançada no final de 2022 e, em um primeiro momento, como parte de um programa-piloto adotado exclusivamente na Coreia do Sul.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.

Imagem: Paul Brennan/Pixabay/CC

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos