Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.564,44
    +1.852,44 (+1,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.399,80
    +71,60 (+0,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,10
    -0,53 (-0,81%)
     
  • OURO

    1.785,60
    +1,30 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    56.743,11
    +2.061,44 (+3,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.458,75
    +53,45 (+3,80%)
     
  • S&P500

    4.167,59
    +2,93 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    34.230,34
    +97,31 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.039,30
    +116,13 (+1,68%)
     
  • HANG SENG

    28.417,98
    -139,16 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    29.158,33
    +345,70 (+1,20%)
     
  • NASDAQ

    13.503,00
    +12,00 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4260
    -0,0009 (-0,01%)
     

Mi Mix Fold resiste a 200 mil dobras seguidas em teste de quase 4 dias

Diego Sousa
·2 minuto de leitura

A Xiaomi realizou nos últimos dias um teste de resistência com o Mi Mix Fold, seu primeiro celular dobrável, para divulgar a durabilidade do sistema de dobradiça e da tela dobrável. Uma transmissão feita pela empresa no microblog chinês Weibo exibiu o smartphone ser dobrado uma vez a cada 1,6 segundo por quase 100 horas consecutivas.

Segundo o CEO da Xiaomi, Lei Jun, o objetivo do teste era tentar reproduzir em poucas horas a quantidade de vezes que um usuário deve dobrar o Mi Mix Fold em 10 anos de uso. No entanto, durante o lançamento do smartphone, no último dia 30 de março, a Xiaomi afirmou que o dispositivo pode ser dobrado até 200 mil vezes, o que equivaleria a cinco anos de meio de uso após 100 movimentos diários — o que ainda é muito, considerando o tempo médio de um celular atualmente.

(Imagem: Divulgação/Xiaomi)
(Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O Mi Mix Fold começou a ser vendido na China na última sexta-feira (16) e já pode ser considerado mais um sucesso da Xiaomi. Somente no primeiro minuto após o início das vendas, foram vendidas mais de 30 mil unidades do aparelho, totalizando mais de 400 milhões de yuans chineses, o equivalente a R$ 340 milhões em conversão direta para a nossa moeda.

A marca é impressionante, ainda mais considerando que não se trata de um smartphone barato — ele foi lançado por salgados 12.999 yuans, cerca de R$ 10 mil. Além do sistema de dobras resistente, como pudemos comprovar pelo teste de resistência, o Mi Mix Fold ostenta especificações técnicas poderosas: ele é equipado com o processador Snapdragon 888 da Qualcomm e versões com até 16 GB de RAM e 512 GB de armazenamento interno.

(Imagem: Divulgação/Xiaomi)
(Imagem: Divulgação/Xiaomi)

As duas telas possuem até 900 nits de brilho, resolução Quad HD+ e 90 Hz de frequência de atualização, sem contar com a tecnologia Super AMOLED. Outra novidade do Mi Mix Fold é a presença de um conjunto de câmeras com lentes líquidas, que utilizam um filme preenchido por líquido que responde a estímulos elétricos, substituindo as lentes tradicionais para conferir maiores versatilidade e velocidade à distância focal e ao próprio foco do sensor.

O Mi Mix Fold não tem previsão de lançamento no mercado global.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: