Mercado fechado

Mi Band 5 chega em junho com tela maior que antecessores, dizem fontes

Felipe Junqueira

Anunciada em junho de 2019, a Mi Band 4 foi a primeira pulseira inteligente da Xiaomi a trazer tela colorida. Faltando ainda cerca de cinco ou seis meses para o anúncio oficial de sua sucessora, a Mi Band 5, os primeiros rumores já começam a aparecer na internet. E tratam, principalmente, de um aumento no tamanho do visor.

De acordo com informações obtidas por fontes familiares ao assunto e passadas ao site Tizenhelp, a Xiaomi pretende aumentar a área sensível ao toque da Mi Band 5 da atual 0,95 polegada para 1,2 polegada, além de torná-la mais brilhante e contrastada, deixando mais fácil de enxergar sob a luz do Sol. O display ainda será AMOLED colorido.

A publicação ainda reforça que a pulseira vai ter suporte ao NFC na versão global, não apenas para os usuários chineses. Segundo o site, fontes internas confirmam que a Mi Band 5 vai suportar pagamento sem contato em outros mercados, abrindo as portas para serviços como Google Pay e outros. Por enquanto, apenas o Mi Pay está disponível.

Mi Band 5 vai ter também NFC fora da China (Imagem via Tizenhelp)

Por fim, o preço deve ficar em torno de 179 Yuan na China, o que dá aproximadamente US$ 26. A Mi Band 4 é vendida atualmente por US$ 35, e o preço chinês é sempre mais baixo que o de outros mercados. Acredita-se que a Mi Band 5 apresente ao menos um pequeno aumento de valor em relação a sua antecessora.

A Huami, empresa responsável pela pulseira inteligente, já confirmou que está trabalhando na próxima geração do produto. Não existe nenhum contrato de exclusividade entre esta empresa e a Xiaomi, mas elas continuam atuando juntas em diferentes dispositivos. E isso deve se manter com a Mi Band 5, que a Xiaomi vai lançar em junho na China.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: