Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.259,49
    -831,51 (-0,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.579,10
    -329,10 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,38
    -0,77 (-1,07%)
     
  • OURO

    1.816,70
    -44,70 (-2,40%)
     
  • BTC-USD

    38.467,13
    -1.516,72 (-3,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    954,30
    -38,17 (-3,85%)
     
  • S&P500

    4.223,70
    -22,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.033,67
    -265,63 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.184,95
    +12,47 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    28.436,84
    -201,66 (-0,70%)
     
  • NIKKEI

    29.085,10
    -205,91 (-0,70%)
     
  • NASDAQ

    13.861,75
    -119,50 (-0,85%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0704
    +0,0084 (+0,14%)
     

Mi 11 chega oficialmente ao Brasil com carregador na caixa e 1 ano de Google One

·5 minuto de leitura

O Mi 11 finalmente chegou oficialmente ao Brasil, mais de cinco meses após o seu anúncio oficial na China. O topo de linha da Xiaomi traz evoluções notáveis para a família, com um conjunto de câmeras robusto, áudio estéreo encorpado, otimizado pela Harman Kardon, tela bem avaliada e o hardware mais potente disponível no mercado.

Considerado o primeiro lançamento com o Snapdragon 888, o Mi 11 foi apresentado na China no final de dezembro do ano passado, e se tornou global em 8 de fevereiro. O lançamento no Brasil pode ser considerado tardio, levando em conta que as fabricantes têm trazido novidades cada vez mais rápido para o nosso mercado, e infelizmente não empolga muito na questão do preço, ao menos o oficial.

Como uma forma de tentar compensar o consumidor ou tentar convencer os fãs a comprarem o dispositivo no mercado oficial, a Xiaomi promete 12 meses de assinatura do Google One, com armazenamento na nuvem e outras vantagens. Veja abaixo tudo sobre o Mi 11 no Brasil, incluindo preço, disponibilidade e ficha técnica.

Principais características

Mi 11 tem desbloqueio sob a tela e furo para câmera frontal (Imagem: Ivo/Canaltech)
Mi 11 tem desbloqueio sob a tela e furo para câmera frontal (Imagem: Ivo/Canaltech)

O Mi 11 que chega ao Brasil tem as mesmas características do dispositivo lançado em dezembro na China. A tela é AMOLED com 6,81 polegadas e resolução Quad HD+ (1440 por 3200 pixels) e visual levemente curvado. O visor ainda conta com taxa de atualização de até 120 Hz e sensibilidade tátil de 480 Hz, combinação que promete animações fluidas e resposta ao toque ainda mais rápida. A DisplayMate conferiu o prêmio de melhor tela de smartphone ao celular da Xiaomi na época de seu lançamento, com pontuação recorde em 13 quesitos.

Por dentro, o aparelho traz a plataforma Snapdragon 888, chip mais potente do mercado hoje. Segundo a Xiaomi, o Mi 11 alcançou 745.942 pontos no teste de benchmark Antutu, maior pontuação registrada na plataforma à época do lançamento, em dezembro. O aparelho ainda traz 8 GB de memória RAM no padrão LPDDR5 e opções de 128 GB ou 256 GB de armazenamento em flash UFS 3.1.

O conjunto traseiro de câmeras traz três sensores, cada um com um tipo de enquadramento. O principal é o HMX de 108 MP da Samsung — o sensor escolhido é uma geração anterior do HM2, que estreou no Redmi Note 9 Pro 5G. Há ainda um sensor de 13 MP com lente ultra wide e o terceiro de 5 MP e lente macro.

Por fim, o sistema operacional de fábrica já é o Android 11 com a interface MIUI 12.5 rodando por cima, com novas opções de wallpapers, sons de notificações e uso reduzido de memória para aplicativos do sistema. A skin também conta com vários recursos de privacidade, como proteção para a área de transferência. O Mi 11 ainda tem som estéreo com tecnologia Harman Kardon, suporte ao 5G, Wi-Fi 6 e leitor de impressão digital sob a tela.

Carregador na caixa?

Celular da Xiaomi roda interface MIUI por cima do Android (Imagem: Ivo/Canaltech)
Celular da Xiaomi roda interface MIUI por cima do Android (Imagem: Ivo/Canaltech)

A bateria do Mi 11 tem 4.600 mAh de capacidade e o dispositivo oferece suporte a carregamento de 55 W com fio e 50 W sem fio, combinação que promete menos tempo longe da tomada. Outra novidade é o suporte ao carregamento reverso, que permite recarregar outros aparelhos compatíveis com tecnologia de carregamento sem fio apenas ao encostá-los na traseira. Diferente do Mi 11 chinês, o Mi 11 global inclui um carregador na caixa de 55 W.

Um ano de Google One

Ao comprar um Mi 11, você terá direito a um ano de assinatura sem custo adicional. O serviço do Google inclui 100 GB de armazenamento na nuvem, backup dos dados do celular, recursos extras de edição de imagens no Google Fotos, suporte com especialistas e benefícios no Google Play.

Para se ter uma ideia, a assinatura de um ano custa R$ 70 para quem pagar de uma vez, um desconto de R$ 14 por ano em comparação a quem paga mensalmente. Ao comprar o Mi 11, a Xiaomi vai liberar todos os benefícios sem custo adicional.

Preço e disponibilidade

O Mi 11 já está à venda oficialmente no Brasil pelos canais oficial da Xiaomi e também em algumas varejistas parceiras nas cores azul, branco ou cinza. A versão de 8 GB de memória RAM e 256 GB de armazenamento tem preço sugerido de R$ 10.000 com um ano grátis do Google One. O dispositivo está em promoção nas primeiras semanas de venda por R$ 8.000.

A Xiaomi também aproveitou para anunciar a chegada da Mi Band 6 por R$ 700 e do Mi Vacuum Cleaner G10, por R$ 3.900. Todos os produtos já estão disponíveis na loja oficial da marca no Brasil.

Confira a análise do Mi 11 feita pelo Canaltech:

Xiaomi Mi 11: ficha técnica

  • Tela: 6,81 polegadas AMOLED, 120 Hz adaptativa, Quad HD+

  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 888

  • Memória RAM: 8 GB;

  • Armazenamento interno: 128 GB, 256 GB;

  • Câmera traseira: 108 MP (principal) + 13 MP (ultrawide) + 5 MP (macro);

  • Câmera frontal: 20 MP;

  • Dimensões: 164.3 x 74.6 x 8.1 mm (8.9 mm na opção com couro);

  • Peso: 196 g (vidro);

  • Bateria: 4.600 mAh

  • Extras: leitor de digitais sob a tela, recarga de 55 W, recarga sem fio, carregamento reverso;

  • Cores disponíveis: azul, branco ou cinza;

  • Sistema operacional: Android 11 com interface MIUI 12.5.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos