Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.811,40
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    16.987,10
    -43,00 (-0,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Metrô de Salvador libera recarga de cartão pelo WhatsApp

O Metrô de Salvador (BA) anunciou uma novidade para facilitar a recarga de cartões. A partir desta quarta-feira (23), usuários do transporte público podem adicionar créditos pelo WhatsApp.

Segundo a CCR Metrô Bahia, o serviço é gratuito e pode ser feito por meio do número de atendimento virtual da companhia. Quem quiser testar, deve adicionar o número (71) 9688-0714 nos contatos do celular e enviar uma mensagem pelo Zap.

Um chatbot oferecerá todas as opções disponíveis pelo WhatsApp, sendo que a recarga de cartão é a primeira. É necessário digitar o número do cartão do Metrô Bahia (15 dígitos) e o valor desejado.

O Metrô de Salvador decidiu facilitar a recarga do cartão pelo WhatsApp (Imagem: Captura de tela/Alveni Lisboa/Canaltech)
O Metrô de Salvador decidiu facilitar a recarga do cartão pelo WhatsApp (Imagem: Captura de tela/Alveni Lisboa/Canaltech)

Pagamento via Pix

Uma chave Pix será gerada para o cidadão fazer o pagamento pelo aplicativo do seu banco. Em poucos segundos, a quantia deve ser creditada para uso, sem a necessidade de usar dinheiro físico nem pegar fila no guichê.

A empresa operadora do metrô baiano lembra que é necessário passar o cartão no validador de carga, presente em todas as estações de metrô, ou diretamente nas catracas de acesso para atualizar o saldo. Essa é uma forma simples de otimizar o transporte, dando mais flexibilidade para os utilizadores.

Embora o WhatsApp tenha um sistema próprio de pagamento, o governo da Bahia preferiu implementar um sistema de Pix. Pagar diretamente pelo app é mais simples, mas o mensageiro exige um cartão de débito para enviar ou receber dinheiro. Como nem todos possuem, a CCR preferiu lidar com a chave de Pix, popular método de transferência que caiu no gosto do brasileiro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: