Mercado fechará em 1 h 14 min
  • BOVESPA

    112.282,19
    +392,30 (+0,35%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.367,04
    +224,04 (+0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    114,71
    +0,62 (+0,54%)
     
  • OURO

    1.857,20
    +3,30 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    28.330,13
    -1.228,57 (-4,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    614,40
    -15,10 (-2,40%)
     
  • S&P500

    4.132,60
    +74,76 (+1,84%)
     
  • DOW JONES

    32.997,05
    +359,86 (+1,10%)
     
  • FTSE

    7.585,46
    +20,54 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    20.697,36
    +581,16 (+2,89%)
     
  • NIKKEI

    26.781,68
    +176,84 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.607,50
    +328,25 (+2,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0859
    -0,0321 (-0,63%)
     

Meteoro explode duas vezes seguidas no céu do interior de São Paulo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Um meteoro incomum iluminou os céus da cidade de Sorocaba, em São Paulo, na quarta-feira passada, explodindo duas vezes seguidas. As imagens, registradas pela câmera do Clube de Astronomia Centauri, revelam o bólido.

O fenômeno foi registrado por volta das 19h17 de 20 de abril, pelo físico Marco Antonio Centurion, à frente do clube que compõe a Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon). A estação fica próxima à casa de Centurion.

O meteoro cruzou o céu durante seis segundos, explodindo duas vezes seguidas, algo que impressionou o físico. "Não chega a ser um fenômeno raro, mas é bastante incomum e conseguimos um registro muito nítido", explicou Centurion.

A dupla explosão pode ter ocorrido por dois motivos. Primeiro, porque a rocha espacial seria densa e, segundo, porque ela teria um tamanho maior. Meteoros costumam ter o tamanho de uma moeda de 1 centavo e se desafazem totalmente na atmosfera.

Quando uma rocha espacial atinge a atmosfera, ela se choca em alta velocidade com os gases que a compõem. O atrito aquece o meteoro até ele explodir. "Provavelmente, a primeira camada explodiu e ainda restou massa, que também incandesceu e gerou a segunda explosão", ponderou Centurion.

No início desse ano, uma explosão parecida foi registrada no Rio Grande do Sul. Embora desde 2020 a BRAMON tenha registrado diversos meteoros, é a primeira vez que uma dupla explosão foi filmada em um ótimo ângulo. A estação do clube tem uma câmera apontada para o nordeste e outra para oeste.

Agora, as imagens serão analisadas e comparadas com outros registros da mesma explosão. Assim, será possível “triangular” a travessia do meteoro e descobrir sua trajetória. O Clube Centauri faz parte do programa Space Place, da NASA, reconhecido por seu trabalho de monitoramento de meteoros.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos