Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.979,30
    +111,75 (+0,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Meteoro cruza o céu da Noruega e chama atenção com forte brilho e estrondo

·2 minuto de leitura

Na madrugada deste domingo (25), um grande e brilhante meteoro cruzou o céu da Noruega, iluminando o sudeste do país com uma poderosa explosão segundos após surgir na atmosfera, além de ter sido avistado em boa parte da Escandinávia. Um bólido, como é chamado este tipo de fenômeno, não é raro, mas especialistas dizem que o grande tamanho deste é incomum.

Ao longo daquele mesmo dia, a Norwegian Meteor Network analisou inúmeros registros em fotos e vídeos para determinar a origem do meteoro e onde teria caído. O pedaço de rocha espacial apareceu pela primeira vez a cerca de 90 km de altitude, ao norte da capital do país, Oslo.

Registro do bólido feito a partir da capital da Noruega, Oslo, pouco antes de explodir (Imagem: Reprodução/Norwegian Meteor Network)
Registro do bólido feito a partir da capital da Noruega, Oslo, pouco antes de explodir (Imagem: Reprodução/Norwegian Meteor Network)

Durante cinco minutos, a bola de fogo percorreu o céu em ao sudeste antes de se desfragmentar em uma grande explosão, 23 km acima do solo. Estima-se que alguns meteoritos (ou seja, pedaços "sobreviventes" da rocha original) tenham caído no chão, na região de Finnemarka, mas, segundo a Norwegian Meteor Network, o caminho exato é difícil de se determinar por conta das condições naturais, como o vento.

Quando um fragmento de rocha espacial adentra a atmosfera terrestre, ele se queima por conta do atrito com o ar durante a queda, dando origem à explosão, no chamado meteoro. Já um pedaço maior consegue atravessar a atmosfera enquanto se queima, com brilho intenso acompanhado de um estrondo — o que chamamos bólido —, e normalmente explode antes de atingir o solo.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Avistamentos de meteoros assim não são incomuns pela Noruega — e a Norwegian Meteor Network segue monitorando continuamente os céus do país.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos