Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.608,76
    -345,14 (-0,35%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.036,38
    +293,23 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,56
    +2,13 (+1,96%)
     
  • OURO

    1.808,70
    +7,20 (+0,40%)
     
  • BTC-USD

    19.874,55
    +551,54 (+2,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    429,24
    +9,10 (+2,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,86 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.232,65
    +64,00 (+0,89%)
     
  • HANG SENG

    21.830,35
    -29,44 (-0,13%)
     
  • NIKKEI

    26.153,81
    +218,19 (+0,84%)
     
  • NASDAQ

    11.598,75
    -12,50 (-0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5456
    -0,0131 (-0,24%)
     

Metaverso pode proporcionar mescla de mundo físico e virtual

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Metaverso: tecnologia de realidade mista pode permitir que uma pessoa usando um fone de ouvido utilize um objeto do mundo real para desencadear uma reação do mundo virtual (Getty Images)
Metaverso: tecnologia de realidade mista pode permitir que uma pessoa usando um fone de ouvido utilize um objeto do mundo real para desencadear uma reação do mundo virtual (Getty Images)
  • Meta aconselhou agências a experimentar anúncios de realidade aumentada

  • HoloLens 2 da Microsoft, lançado em 2019, é vendido por quase R$ 18 mil

  • Dúvidas sobre a eficácia dos anúncios no metaverso também surgiram

A tecnologia que mescla os mundos virtual e físico pode começar a se tornar uma realidade para os consumidores em alguns anos, conforme disse a proprietária do Facebook, Meta Platforms Inc, às agências de publicidade, dando mais detalhes de sua visão para a criação do metaverso. Atualmente, a realidade aumentada existe, com jogos para celular como 'Pokemon Go', onde os jogadores ainda não podem afetar o mundo digital com um objeto físico. Os headsets de realidade virtual, como o Oculus da Meta, mergulham os usuários em um mundo totalmente virtual, onde eles podem interagir com o ambiente.

A tecnologia de realidade mista (MR) pode permitir que uma pessoa usando um fone de ouvido MR use um objeto do mundo real para desencadear uma reação do mundo virtual, como bater em um personagem de videogame com um taco de beisebol do mundo real, por exemplo.

Leia também:

'Mesa redonda' com agências

De acordo com um executivo da Meta, as informações foram repassadas às agências de publicidade via Zoom, em uma reunião programada para ajudar os anunciantes a entender melhor o metaverso. A estimativa de realidade mista daqui a alguns anos traz detalhes adicionais para a linha do tempo de construção do metaverso, a ideia futurista de uma rede de mundos virtuais que podem ser acessados ​​de diferentes dispositivos - que Meta disse que poderia levar uma década para construir.

Dispositivos de realidade mista

Alguns headsets de realidade mista já estão disponíveis, mas ainda não são voltados para consumidores em geral. O HoloLens 2 da Microsoft, lançado em 2019, é vendido por US$ 3,5 mil (quase R$ 18 mil) e é voltado para uso no local de trabalho.

Project Cambria

Em sua conferência anual de outubro, a Meta anunciou o Project Cambria, um fone de ouvido - que deve ser lançado esse ano - que apresentará recursos de realidade mista e incluirá rastreamento de rosto e olhos. Enquanto isso, a Meta continuou aconselhando os anunciantes a experimentar anúncios de realidade aumentada, como em filtros de fotos e vídeos que sobrepõem imagens digitais ao mundo real.

Anúncios no metaverso

A Meta disse que as marcas podem fazer parceria com criadores de conteúdo em anúncios de Realidade Aumentada- ou usar a tecnologia para provas virtuais de roupas. A mesa redonda com as agências não tinha detalhes sobre quais formatos de anúncios poderiam ser construídos para o metaverso, ou quais controles específicos seriam implementados para evitar que marcas apareçam ao lado de conteúdo ou ações inadequadas, disse o executivo da agência. Ao mesmo tempo, dúvidas sobre a eficácia dos anúncios no metaverso surgiram.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos