Mercado fechará em 5 h 44 min
  • BOVESPA

    113.346,50
    -165,88 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.744,09
    -57,59 (-0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,35
    +0,82 (+0,95%)
     
  • OURO

    1.783,30
    -6,40 (-0,36%)
     
  • BTC-USD

    23.419,83
    -441,88 (-1,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    555,56
    -17,25 (-3,01%)
     
  • S&P500

    4.267,93
    -37,27 (-0,87%)
     
  • DOW JONES

    33.945,84
    -206,17 (-0,60%)
     
  • FTSE

    7.512,67
    -23,39 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    19.922,45
    +91,93 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    29.222,77
    +353,86 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    13.551,25
    -107,00 (-0,78%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2748
    +0,0430 (+0,82%)
     

Metaverso: Empresa investidora de terrenos virtuais arrecada R$ 315 milhões

·1 min de leitura
Empresa investidora em terrenos virtuais no metaverso arrecadou US$ 60 milhões. Foto: Getty Images.
Empresa investidora em terrenos virtuais no metaverso arrecadou US$ 60 milhões. Foto: Getty Images.
  • Metaverso: grandes investidores como a Andreessen-Horowitz, empresa de capital de risco, e outros, alocaram cerca de US$ 60 milhões para a Republic Realm, companhia de investimento imobiliário digital;

  • A Everyrealm chegou a gastar US$ 4,3 milhões em um terreno no The Sandbox, e é dona de lotes em jogos do metaverso como Decentraland e Somnium Space;

  • A companhia tem mais de 3 mil NFTs e investiu em 25 mundos de jogos.

Metaverso e terrenos digitais em forma de tokens não fungíveis (NFTs, na sigla em inglês), vendidos em plataformas como The Sandbox e Decentraland, são alguns dos assuntos mais discutidos do momento.

Seguindo a onda, a Republic Realm fez uma aposta em terrenos virtuais que parece ter dado certo. O que acontece é que grandes investidores como a Andreessen-Horowitz, empresa de capital de risco, e outros, alocaram cerca de US$ 60 milhões, o equivalente a R$ 315 milhões na cotação atual, para a companhia de fundo de investimento imobiliário digital.

Leia também:

A marca mudou o nome para Everyrealm junto a uma rodada “series A” liderada pela Andreessen-Horowitz, ou seja, uma quantia concedida para uma empresa que demonstra ter poder de crescimento e faturamento de receita.

A postura fez parte de uma separação da companhia-mãe Republic, que ainda é uma investidora minoritária.

Em novembro de 2021, a Everyrealm gastou US$ 4,3 milhões em um terreno no The Sandbox. Além disso, a companhia de fundo de investimento imobiliário digital é dona de lotes em jogos do metaverso como Decentraland e Somnium Space.

Como efeito, a companhia tem mais de 3 mil NFTs e investiu em 25 mundos de jogos. A ideia da empresa é, além de investir, criar experiências nesses espaços virtuais.

Por exemplo, no The Sandbox, a empresa tem o projeto de resort Fantasy Islands, que contém cem vilas e um iate, vendido por 149 ETH, cerca de US$ 650 mil.

Entre diversos projetos, a Everyrealm também criou uma escola de metaverso no Somnium Space e um shopping no Decentraland.

As informações são do Portal do Bitcoin.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos