Metais básicos fecham em baixa seguindo euro

Os contratos de metais básicos negociados na London Metal Exchange (LME) fecharam em baixa nesta quinta-feira, seguindo a performance do euro após os comentários do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi.

Na rodada livre de negócios (kerb) da tarde, o contrato de cobre para três meses perdeu US$ 45,00 (0,54%), fechando a US$ 8.200,00 a tonelada. Já o alumínio fechou estável, a US$ 2.098,00 a tonelada. Na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato de cobre para março teve queda de US$ 0,013 (0,36%), encerrando a sessão a US$ 3,7270 a libra-peso.

O euro caiu e atingiu a mínima em quase duas semanas ante o dólar após Draghi frisar os riscos à perspectiva econômica e à inflação, incluindo a recente apreciação da moeda europeia. Uma vez que os metais básicos são precificados em dólares, a queda do euro ante o dólar deixou os metais mais caros para detentores do euro.

No seu discurso inicial na entrevista coletiva à imprensa, após o BCE decidir manter sua taxa básica de juros inalterada em 0,75%, Draghi citou que "a recente apreciação da taxa de câmbio" é um dos fatores que colaboram para a desaceleração da inflação, mas repetiu a projeção do banco central para o crescimento do bloco sem mencionar a alta do euro.

Além disso, a sessão apresentou baixo volume de negociação, com a atividade na China se desacelerando antes do feriado do Ano Novo Lunar chinês, que começa no fim de semana. As informações são da Dow Jones.

Carregando...