Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.114,16
    -2.601,84 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.808,56
    -587,38 (-1,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,08
    +0,37 (+0,48%)
     
  • OURO

    1.637,80
    +4,40 (+0,27%)
     
  • BTC-USD

    19.352,01
    +562,92 (+3,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    444,53
    +11,43 (+2,64%)
     
  • S&P500

    3.655,04
    -38,19 (-1,03%)
     
  • DOW JONES

    29.260,81
    -329,60 (-1,11%)
     
  • FTSE

    7.020,95
    +2,35 (+0,03%)
     
  • HANG SENG

    17.855,14
    -78,13 (-0,44%)
     
  • NIKKEI

    26.568,75
    +137,20 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    11.402,00
    +85,75 (+0,76%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1666
    -0,0128 (-0,25%)
     

Metade dos brasileiros pretende usar Black Friday para comprar acessórios para Copa

Pesquisa comprovou que 87% das pessoas que compram na Black Friday assistem futebol. Destes, 54% pretendem fazer economias para a data promocional (Getty Creative)
Pesquisa comprovou que 87% das pessoas que compram na Black Friday assistem futebol. Destes, 54% pretendem fazer economias para a data promocional (Getty Creative)
  • Mundial do Catar seria uma oportunidade para as marcas influenciarem em decisões de compra;

  • Pesquisa comprovou que 87% das pessoas que compram na Black Friday assistem futebol;

  • Itens que o brasileiro pretende comprar na Black Friday são principalmente os bens de consumo duráveis.

Uma pesquisa realizada pela Nielsen, líder global em medição de audiência, dados e análises, aponta que ao menos metade dos brasileiros pretende aproveitar as promoções da Black Friday para comprar itens que, de alguma forma, estejam relacionados à Copa do Mundo.

De acordo com o portal E-Commerce Brasil, "uma das principais conclusões é que o Mundial do Catar é uma oportunidade para as marcas influenciarem em decisões de compra e que o caminho para isto é focar na adequação da mensagem para os consumidores, potencializando os resultados".

O estudo foi realizado entre os dias 6 e 21 de julho deste ano, com uso de questionário online para duas mil pessoas de todo o Brasil. O que se comprovou com a pesquisa foi que 87% das pessoas que compram na Black Friday assistem futebol. Destes, 54% pretendem fazer economias para a data promocional.

A pesquisa também mostrou que os itens que o brasileiro pretende comprar na Black Friday são principalmente os bens de consumo duráveis, como eletrodomésticos e celulares/tablets, com respectivamente 59% e 57% das respostas. Em seguida vêm vestuário (56%), notebooks (38%) e móveis em geral (26%).

O levantamento ainda traz o comportamento de algumas marcas diante da visibilidade que a Copa do Mundo gera. Pelo menos 56% das grandes empresas disseram não querer participar de ativações durante os jogos/eventos da Copa e 22% não consideram os formatos atrativos.

Marcas associadas à Copa

Levantamento feito pela plataforma de pesquisas Toluna, intitulado ‘O Brasileiro e a Copa do Mundo’, mostra que Nike, Coca-Cola e Adidas são as marcas mais associadas ao evento esportivo.

Além disso, o estudo também foram mapeou os produtos temáticos mais procurados por torcedores, assim como os alimentos e bebidas mais consumidos na época do evento.

Entre os itens mais comprados na última Copa do Mundo estão camisas e roupas relacionadas à seleção brasileira. Segundo o levantamento, os trajes esportivos continuam sendo os mais desejados em 2022.

Quanto a alimentos e bebidas em geral, os refrigerantes e cervejas compõem a preferência dos consumidores. A intenção de compra desses dois produtos é de 67% e 60%, respectivamente.