Mercado abrirá em 23 mins
  • BOVESPA

    111.539,80
    +1.204,97 (+1,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.682,19
    +897,61 (+2,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,70
    +0,95 (+1,59%)
     
  • OURO

    1.722,60
    -11,00 (-0,63%)
     
  • BTC-USD

    51.758,22
    +2.841,50 (+5,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.033,49
    +45,39 (+4,59%)
     
  • S&P500

    3.870,29
    -31,53 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.391,52
    -143,99 (-0,46%)
     
  • FTSE

    6.667,98
    +54,23 (+0,82%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    13.126,00
    +70,75 (+0,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8791
    +0,0170 (+0,25%)
     

Metade das dívidas entre as jovens está no cartão de crédito, aponta pesquisa

Weruska Goeking
·1 minuto de leitura

O maior "vilão" das dívidas de mulheres entre 18 e 24 anos é o cartão de crédito, segundo pesquisa da QuiteJá, plataforma de negociação de dívidas. 

Quase metade (49,06%) das jovens dessa faixa etária disse que suas dívidas são decorrentes do uso dessa modalidade de pagamento, 24,53% afirmam que as dívidas surgiram com os impactos da pandemia de Covid-19, 12,26% apontaram os juros de empréstimo como a causa e 7,55% disseram que as dívidas são correntes da diminuição da renda.

O tamanho da dívida costuma acompanhar o aumento da idade e da renda das mulheres. De acordo com o estudo, 32% das mulheres entre 18 a 24 anos têm dívidas que podem chegar a mil reais. Para mulheres com idade entre 25 a 34 anos, 16,91% afirmam dever até R$ 3 mil.

Entre as mulheres com idades entre 45 a 54 anos, 36,63% dizem ter dívidas de até R$ R$ 5 mil e, desse total, apenas 30,77% afirmam que conseguiriam pagar todas as contas, já que têm renda mensal no mesmo valor.