Mercado fechará em 3 h 49 min
  • BOVESPA

    120.280,18
    +218,19 (+0,18%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.807,30
    -60,32 (-0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,46
    +0,11 (+0,18%)
     
  • OURO

    1.779,60
    -13,50 (-0,75%)
     
  • BTC-USD

    54.583,81
    -1.523,44 (-2,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.281,95
    +38,89 (+3,13%)
     
  • S&P500

    4.170,74
    -2,68 (-0,06%)
     
  • DOW JONES

    34.059,97
    -77,34 (-0,23%)
     
  • FTSE

    6.938,24
    +42,95 (+0,62%)
     
  • HANG SENG

    28.755,34
    +133,42 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.188,17
    +679,62 (+2,38%)
     
  • NASDAQ

    13.904,00
    -15,25 (-0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5990
    -0,1030 (-1,54%)
     

Meta verde da China foca em reforma tributária para aço

Annie Lee
·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A China avalia uma série de mudanças tributárias na gigantesca indústria siderúrgica do país - que incluem a redução de descontos para exportações - para acelerar a iniciativa de limpar um dos setores mais poluentes no maior emissor de carbono do mundo.

Autoridades estudam mudanças que incentivem as importações e reduzam as exportações, segundo duas pessoas a par do assunto, que não quiseram ser identificadas. As medidas destacam o foco no mercado interno depois de o país prometer cortar a produção de aço este ano para controlar as emissões de carbono do setor.

As mudanças tributárias também podem ter impacto no comércio global de aço, já que a China é o maior produtor, importador e exportador. Uma medida para restringir os embarques ao exterior pode criar uma lacuna de oferta que precisa ser preenchida, justo quando cresce o otimismo de que uma recuperação pós-pandemia impulsionará a demanda global. Ao mesmo tempo, maiores importações chinesas podem apertar ainda mais os mercados.

As mudanças em avaliação incluem a redução dos descontos de exportação para alguns produtos siderúrgicos, e o corte ou remoção de tarifas de importação sobre alguns produtos, de acordo com as pessoas. A China também considera reduzir o imposto sobre valor agregado ou imposto de renda para produtores domésticos de minério de ferro, ou tornar as empresas isentas de impostos. Os detalhes não são definitivos, e mudanças podem ser feitas, com algumas políticas anunciadas ainda em abril.

A agência alfandegária e o Ministério das Finanças do país não responderam de imediato a faxes com pedido de comentários, enquanto ligações para o departamento tributário não foram atendidas.

“As políticas podem abrir o fluxo de matérias-primas como tarugo e sucata”, disse Ban Peng, analista da Maike Futures. As propostas estão “em linha com as metas da China de reduzir a produção de aço bruto para ajudar a alcançar uma economia neutra em carbono”, disse.

O aço representa 15% das emissões de carbono da China, a maior parcela entre os fabricantes, e atrai cada vez mais escrutínio à medida que o país faz a transição para uma economia neutra em carbono até 2060. O governo já impôs uma série de restrições para a produção de aço no polo de Tangshan, e a indústria considera planos de médio prazo para atingir o pico de emissões antes de 2025 e reduzi-las em 30% até 2030.

A China usou uma série de tarifas no passado para encorajar ou desencorajar os fluxos de comércio de commodities quando necessário. Os descontos em aço e alumínio foram criticados por rivais estrangeiros como apoio injusto para as exportações.

As exportações de aço do país já recuaram desde o forte fluxo de oferta em meados da década passada, desencadeando uma série de medidas antidumping ao redor do mundo e semeando tensões comerciais. A China até importou mais do que exportou em quatro meses do ano passado, em grande parte por causa da maior entrada de tarugo, um produto semiprocessado.

Outro aumento nas importações de tarugo poderia compensar a queda na produção doméstica e também diminuir a demanda da China por minério de ferro.

Qualquer medida para incentivar a produção doméstica de minério de ferro viria com apelos para que a China use mais suprimentos cativos do ingrediente siderúrgico. Mas seu próprio minério é significativamente menos puro do que as importações de alto teor da Austrália e do Brasil, e quaisquer esforços para aumentar o processamento podem entrar em conflito com o objetivo de combater a poluição do ar.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.