Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.232,74
    +1.308,56 (+1,22%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.563,98
    +984,08 (+1,98%)
     
  • PETROLEO CRU

    113,97
    -0,23 (-0,20%)
     
  • OURO

    1.827,20
    +13,20 (+0,73%)
     
  • BTC-USD

    30.016,24
    -1.045,77 (-3,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    672,06
    +429,38 (+176,93%)
     
  • S&P500

    4.008,01
    -15,88 (-0,39%)
     
  • DOW JONES

    32.223,42
    +26,76 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.464,80
    +46,65 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    19.950,21
    +51,44 (+0,26%)
     
  • NIKKEI

    26.485,38
    -61,67 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.257,00
    +12,25 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2679
    -0,0126 (-0,24%)
     

Meta pode lançar quatro modelos de headsets VR até 2024

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Depois de o CEO da Meta Mark Zuckerberg ter revelado vários planos para um futuro conectado com o Metaverso, novas informações divulgadas pelo portal The Information revelam que a empresa antes conhecida como Facebook deverá apresentar ao menos quatro headsets VR até 2024.

Project Cambria deverá ser headset VR mais avançado da Meta nos próximos anos (Imagem: Brad Lynch)
Project Cambria deverá ser headset VR mais avançado da Meta nos próximos anos (Imagem: Brad Lynch)

O modelo mais avançado deverá ser o Project Cambria, conhecido internamente como Arcaia. Ele poderá ter um hardware mais poderoso em comparação com o Meta Quest atual, mas ainda com um poder de processamento comparável a um laptop de entrada — entendido como um “Chromebook para o rosto”, ele rodaria aplicativos web e outros softwares já disponíveis para os produtos atuais.

A maior diferença do Project Cambria deverá ser seu display, com uma resolução mais alta que permitiria a leitura de texto para escrita de emails ou códigos dentro do ambiente virtual, por exemplo. Também é esperado que o produto ofereça câmeras com suporte para capturas coloridas no modo passthrough, aquele que revela as imagens do mundo real.

Além disso, a construção do novo modelo poderá contar com uma bateria com maior capacidade, enquanto sua montagem na parte traseira do dispositivo promete oferecer maior conforto durante o uso. Outras novidades deverão incluir sensores internos que detectam movimentos dos olhos e expressões faciais, para reprodução em tempo real nos avatares virtuais.

Todos estes recursos deverão aumentar o preço cobrado pelo Project Cambria de forma significativa. É esperado que ele custe aproximadamente 799 dólares (cerca de R$ 4.063 em conversão direta), contra os 299/399 dólares (~R$ 1.520/2.029) cobrados pelo Meta Quest.

Outros dois modelos de headsets VR estão previstos para os anos de 2023 e 2024, com os codinomes de Stinson e Cardiff, respectivamente.

Óculos AR compactos nos planos

Project Nazare é previsto para 2024 (Imagem: CaesarVR)
Project Nazare é previsto para 2024 (Imagem: CaesarVR)

Já se sabe que o Meta planeja o lançamento dos óculos de realidade aumentada (AR) Nazare em 2024, junto a um modelo mais barato batizado de Hypernova. Também é esperada uma pulseira que identifica impulsos elétricos (eletromiografia) para controles realizados por pensamento.

Os modelos previstos para um futuro mais distante deverão funcionar de forma independente, sem a necessidade de pareamento com smartphones, PCs ou qualquer outro tipo de dispositivo para processamento. Mesmo que eles possam ser utilizados para mostragem de notificações e mensagens, a marca ficaria livre das amarras da Play Store ou App Store, por exemplo.

Os dispositivos deverão funcionar de forma completamente integrada a outros produtos projetados pela Meta, como um futuro smartwatch e a próxima versão dos óculos smart construídos em parceria com a Ray-Ban.

Versões mais leves dos óculos de AR ainda deverão ser lançadas em um futuro mais distante, por volta de 2026. Uma terceira revisão do dispositivo já é prevista para 2028.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos