Mercado abrirá em 9 h 58 min
  • BOVESPA

    107.664,35
    -786,85 (-0,73%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.102,55
    -339,66 (-0,75%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,23
    0,00 (0,00%)
     
  • OURO

    1.671,60
    +3,00 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    19.390,43
    -46,51 (-0,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,26
    -2,72 (-0,61%)
     
  • S&P500

    3.640,47
    -78,57 (-2,11%)
     
  • DOW JONES

    29.225,61
    -458,13 (-1,54%)
     
  • FTSE

    6.881,59
    -123,80 (-1,77%)
     
  • HANG SENG

    17.155,02
    -10,85 (-0,06%)
     
  • NIKKEI

    25.979,75
    -442,30 (-1,67%)
     
  • NASDAQ

    11.236,50
    +8,25 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3007
    +0,0027 (+0,05%)
     

Meta oferece R$ 2,8 mil a quem encontrar falhas no Facebook

·1 min de leitura
FILE - In this May 16, 2012, file photo, the Facebook logo is displayed on an iPad in Philadelphia.   Facebook said it will shut down its face-recognition system and delete faceprints of more than 1 billion people. The unexpected announcement, Tuesday, Nov. 2, 2021, delivered with little fanfare in a blog post published, represents an abrupt about-face for the social network, which first launched use of the technology more than a decade ago.  (AP Photo/Matt Rourke, File)
Segundo a Meta, as táticas de web scraping estão cada vez mais sofisticadas e difíceis de serem percebidas

(AP Photo/Matt Rourke, File)

  • Meta desafia especialistas em segurança digital a encontrarem falhas no Facebook

  • Iniciativa é focada na coleta de dados chamada web scraping

  • Pagamento mínimo é de R$ 2,8 mil

A Meta, responsável por redes sociais como o Facebook, anunciou um programa de recompensa para especialistas em segurança digital que conseguirem identificar vulnerabilidades na plataforma. O valor mínimo de pagamento é de US$ 500 (R$ 2,8 mil).

Leia também:

O objetivo é que os profissionais encontrem falhas que abrem espaço para o web scraping (ou data scraping), um tipo de mecanismo que coleta dados em massa. A atividade é irregular e consiste em reunir informações de usuários de forma organizada e visível. Esses dados, muitas vezes, acabam sendo usados por criminosos na aplicação de golpes ou em cadastros com nomes de outras pessoas.

Segundo a Meta, as táticas de web scraping estão cada vez mais sofisticadas e difíceis de serem percebidas. Por essa razão, a empresa investe no tema que, de acordo com o TecMundo, aparece pela primeira vez em uma iniciativa como esta.

Recompensas

O valor de US$ 500 não é fixo, variando de acordo com o tamanho e impacto da delação. As recompensas serão destinadas aos especialistas que encontrarem a venda ou disponibilização de base de dados coletadas com até 10 mil usuários do Facebook, contendo informações como nome, e-mail, telefone, endereço e religião.

As informações completas podem ser conferidas na página, em português, do Facebook Bug Bounty Program Info. As delações ajudarão a Meta a tomar as medidas legais contra os responsáveis.