Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.473,48
    +2.152,76 (+4,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Mestres do Universo | O que esperar da Parte 2 do revival de He-Man na Netflix?

·7 min de leitura

A primeira parte de Mestres do Universo: Salvando Eternia dividiu bastante a opinião dos fãs. Uma boa parcela do público aprovou a revitalização da série dada pela Netflix, dando mais espaço para os personagens que sempre orbitaram ao redor de He-Man, mas sem nunca terem brilhado tanto. Ao mesmo tempo, teve quem reclamou justamente do fato de que o herói de Eternia foi ofuscado e sem o destaque que se esperava. Assim, o que podemos esperar da segunda parte da animação?

Pelo que foi mostrado pela plataforma até agora, a conclusão da história deve seguir por um caminho que deve agradar aos dois lados dessa queda de braço. Os novos episódios de Salvando Eternia chegam ao streaming no próximo dia 23 de novembro e devem dar uma ênfase maior ao Príncipe Adam e ao herói He-Man, mas sem abrir mão do protagonismo conquistado por Teela na primeira parte da animação. Só que, mais importante do que tudo isso, Mestres do Universo vai explorar a fundo algo que sempre foi apenas uma ameaça vazia no desenho original: o que aconteceria se o Esqueleto conquistasse o Castelo de Grayskull.

Como foi visto no último episódio da primeira parte, o vilão forjou a própria morte para conseguir invadir o castelo e, de quebra, ainda se apossou da Espada do Poder. Assim, ao invocar a magia do local, ele se tornou uma espécie de deus daquele mundo — ou Mestre do Universo, como ele mesmo se autointitula. E o que a segunda parte da animação deve apresentar são as consequências dessa reviravolta.

O que sabemos até aqui

A Netflix vem sendo bastante comedida na divulgação dos novos episódios de Salvando Eternia. Faltando apenas alguns dias para a estreia, tivemos um único trailer e algumas imagens aqui e ali, mas nada muito concreto. Ainda assim, o pouco que foi mostrado já foi o suficiente para indicar como essa segunda parte vai ter uma tônica bem diferente.

O que fica claro no vídeo de apresentação é que o domínio do Esqueleto vai levar Eternia a uma era de trevas. Vemos não só o vilão em sua forma divina brandindo a Espada do Poder e dizendo que ele é a força que rege o universo a partir de agora como também todos os seus lacaios assumindo postos de liderança. Tanto que vemos Maligna — que quase se converteu em heroína na primeira parte da série — com um novo visual e comandando o exército de bandidos.

O vilão Esqueleto finalmente conseguiu se tornar a grande ameaça de Eternia (Imagem: Divulgação/Netflix)
O vilão Esqueleto finalmente conseguiu se tornar a grande ameaça de Eternia (Imagem: Divulgação/Netflix)

É diante dessa nova realidade que a Netflix apresenta alguns dos mocinhos sendo subjugados por esse novo governo. É o caso do Mentor, que parece ter sido capturado pelas forças do Esqueleto e agora vive em algum calabouço qualquer em Eternia.

Essa reviravolta em Eternia vão movimentar a trama em dois sentidos. A principal delas vai continuar girando em torno de Teela, a ex-capitã do exército-real. Como vimos nos episódios iniciais, após o desaparecimento de He-Man, ela seguiu em jornada até o outro mundo para reforjar a Espada do Poder e foi dessa forma que conseguiu trazer o herói de volta. E agora ela vai ocupar um novo papel central na trama, aparentemente se tornando a sucessora da Feiticeira.

Teela vai herdar os poderes de sua mãe e se tornar a nova Feiticeira (Imagem: Divulgação/Netflix)
Teela vai herdar os poderes de sua mãe e se tornar a nova Feiticeira (Imagem: Divulgação/Netflix)

O trailer apresentado mostra que a personagem vai desenvolver poderes mágicos que nunca tinham aparecido no desenho original e nem mesmo na primeira parte de Salvando Eternia. Contudo, levando em conta que ela é filha da Feiticeira original, faz sentido vê-la herdar essas habilidades para se tornar a nova guardiã do Castelo de Greyskull.

Assim, tudo leva a crer que a animação vai mantê-la como protagonista nos novos episódios, para a tristeza dos fãs mais conservadores que se incomodaram com o maior destaque que ela teve. No trailer é possível ver que ela vai seguir em jornada por Eternia para reunir o poder necessário para enfrentar o Esqueleto.

Maligna quase virou heroína, mas voltou para o lado do mal e ganhou um novo visual (Imagem: Divulgação/Netflix)
Maligna quase virou heroína, mas voltou para o lado do mal e ganhou um novo visual (Imagem: Divulgação/Netflix)

Além disso, dá a entender que será ela a responsável por salvar o Príncipe Adam, que foi mortalmente ferido pelo vilão na batalha final da primeira temporada. É possível ver uma rápida cena no trecho divulgado em que ela usa suas novas habilidades para fechar o ferimento do herói, o que justifica ele continuar vivo daqui em diante.

E o He-Man?

Já para quem se incomodou com a ausência do He-Man na primeira metade de Mestres do Universo: Salvando Eternia, a Netflix já deixou claro que o herói vai voltar com tudo na segunda parte. Além de ter sobrevivido ao ataque do Esqueleto, o trailer revela que a Espada do Poder nunca foi a verdadeira responsável pela transformação de Adam no bárbaro que a gente conhece. Como ele próprio explica, a arma era apenas um canalizador da força mágica daquele mundo, mas que ele próprio sempre foi a faísca.

He-Man Selvagem vai ser o grande destaque da segunda parte do desenho (Imagem: Divulgação/Netflix)
He-Man Selvagem vai ser o grande destaque da segunda parte do desenho (Imagem: Divulgação/Netflix)

Isso significa, em termos práticos, que ele vai se transformar em He-Man sem a espada e há uma consequência brutal nisso. Como foi apresentado, ele vira uma forma muito mais selvagem do personagem que a gente sempre conheceu. Com um visual mais animalesco, essa versão do herói parece muito mais descontrolada e vai render alguns bons momentos no desenho.

E aqui vale uma curiosidade. Esse He-Man Selvagem que vai aparecer na animação é inspirado em uma arte promocional lançada pela fabricante de brinquedos Mattel, no início dos anos 1980, para promover a recém-lançada linha de bonecos do He-Man. Quando a empresa ainda estava buscando criar a identidade para o personagem, apresentou essa versão mais bárbara, mas ela foi logo descartada e a franquia nunca mais tocou no assunto, seja em desenhos, filmes ou mesmo em produtos licenciados. Assim, o que o produtor Kevin Smith fez foi resgatar esse pedaço da história e incorporá-la à trama de Salvando Eternia.

O He-Man brutal não vai ser o único a aparecer e devemos ver a versão clássica em ação (Imagem: Divulgação/Netflix)
O He-Man brutal não vai ser o único a aparecer e devemos ver a versão clássica em ação (Imagem: Divulgação/Netflix)

Tanto que não demorou para que a Mattel lançasse um boneco já inspirado na animação da Netflix. E ela descreve o personagem como alguém que combina uma fúria primal com todo o poder do universo, ou seja, alguém realmente muito poderoso, mas difícil de ser controlado, já que ele é só força e pouca inteligência.

Isso traz algumas dicas sobre os rumos que Mestres do Universo deve seguir. A página da Mattel afirma que, diante dessa postura bestial do He-Man Selvagem, seus amigos passam a se questionar se o Príncipe Adam ainda está em algum lugar dentro dessa massa de músculos — além de indicar que ele vai sair por aí quebrando tudo em Eternia.

Assim, é possível imaginar que parte da jornada envolvendo o herói deve se concentrar no modo como ele vai recuperar sua consciência e voltar a ser o He-Man que a gente conhece.

Direto à ação

Um dos pontos que mais incomodou os fãs mais xiitas na primeira parte de Mestres do Universo: Salvando Eternia é que a animação passou muito tempo de seus cinco episódios apresentando o que aconteceu com aquele mundo depois que a magia desapareceu. É muito interessante ver o surgimento de um culto de fanáticos religiosos tecnológicos, a realidade das cidades diante do esgotamento de recursos e o que aconteceu com cada um dos personagens.

Todo mundo para trás porque o pau vai comer solto aqui (Imagem: Divulgação/Netflix)
Todo mundo para trás porque o pau vai comer solto aqui (Imagem: Divulgação/Netflix)

Com tanta coisa para mostrar, realmente sobra muito pouco tempo para a ação. Assim, a trama gira muito mais em torno da jornada de Teela para recuperar a Espada do Poder. Contudo, o que esperar da segunda metade do desenho agora que esses elementos já foram estabelecidos?

Pelo que o trailer apresentou, devemos ter algo muito mais voltado para a ação. Tanto que o confronto entre esse Esqueleto Deus e o He-Man Selvagem é um dos destaques da temporada. Além disso, podemos ver uma grande batalha campal já com o herói em sua forma clássica, indicando o que parece ser a luta final entre as forças do bem contra o exército dos vilões.

Assim, por mais que a Netflix tenha se segurado na divulgação de Mestres do Universo: Salvando Eternia até agora, tudo indica que a segunda metade da temporada vai seguir por um caminho que tente agradar a gregos e troianos, ou seja, sem negar aquilo que a primeira parte trouxe de melhor, mas atendendo às críticas feitas pelos fãs que queriam mais do herói de sua infância.

A parte 2 de Mestres do Universo: Salvando Eternia estreia no dia 23 de novembro para todos os assinantes da Netflix.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos