Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.123,85
    -3.459,16 (-3,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.925,52
    -673,01 (-1,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,41
    -0,88 (-1,17%)
     
  • OURO

    1.738,10
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    41.801,61
    -763,10 (-1,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.032,36
    -24,78 (-2,34%)
     
  • S&P500

    4.352,63
    -90,48 (-2,04%)
     
  • DOW JONES

    34.299,99
    -569,38 (-1,63%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.359,08
    -141,31 (-0,58%)
     
  • NIKKEI

    29.391,09
    -792,87 (-2,63%)
     
  • NASDAQ

    14.852,00
    +87,25 (+0,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3437
    +0,0011 (+0,02%)
     

Mester, do Fed, diz que redução de estímulo deve começar este ano e terminar em meados do próximo

Presidente do Federal Reserve de Cleveland, Loretta Mester, em Londres

Por Lindsay Dunsmuir

WASHINGTON (Reuters) - O Federal Reserve atingiu sua meta de "progresso substancial adicional" tanto no emprego quanto na inflação, e deveria começar a reduzir suas compras mensais de títulos este ano, disse nesta sexta-feira a presidente do Fed de Cleveland, Loretta Mester.

"Estou confortável de que basicamente chegamos lá", disse Mester em entrevista com a CNBC.

Ela acrescentou que vai defender o anúncio pelo banco central dos Estados Unidos de um plano em setembro e "então começamos a reduzir em algum momento deste ano".

"Gostaria de ver essas compras de ativos reduzidas, para que sejam finalizadas até meados do próximo ano", disse ela.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos