Mercado abrirá em 9 h 50 min

Mesmo sendo lei, Detran-Rio não parcela taxa de emissão da CNH

A emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) custa R$ 346,06 no estado do Rio de Janeiro (Getty IMage)
A emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) custa R$ 346,06 no estado do Rio de Janeiro (Getty Image)
  • O parcelamento da taxa de emissão da primeira CNH foi sancionado há dois meses

  • As companhias que prestam serviço para o Detran.RJ já parcelam multas

  • O governador expandiu a modalidade para a taxa de emissão de CNH

Tirar a carta de motorista é muito caro. O preço da formação de condutores chega a superar o valor do salário mínimo. Quem reprova na prova teórica ou na prática tem que pagar taxas abusivas para as autoescolas. E, mesmo depois de passar por todas as etapas, os habilitados precisam pagar uma taxa para emitir a CNH após utilizar a permissão para dirigir por um ano para pegar a versão definitiva.

No Rio de Janeiro, a emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) custa, hoje, R$ 346,06. Mesmo com parcelamento da taxa de emissão da primeira habilitação ter sido sancionado há dois meses e 20 dias, o Detran.RJ ainda não possibilita o benefício aos motoristas.

As companhias que prestam serviço para o Detran.RJ já parcelam multas, IPVA e débitos referentes ao cadastro de veículo, conforme a Portaria 6.184, de 1º de fevereiro de 2022. Em junho deste ano, o governador expandiu a modalidade para a taxa de emissão de CNH, que poderá ser paga com cartões de crédito e débito.

O Detran.RJ afirma que, quando o sistema for implementado, será oferecida aos cidadãos a possibilidade de pagamento parcelado de todas as taxas referentes à primeira habilitação, através do serviço de empresas credenciadas pelo departamento de trânsito. No entanto, o órgão não deu uma previsão de quando o sistema começará a funcionar.

O órgão informou ao jornal Extra nesta quinta-feira (dia 25) que ainda não tem informação a divulgar sobre o assunto.