Mercado abrirá em 3 h 50 min
  • BOVESPA

    108.843,74
    -2.595,62 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.557,65
    -750,06 (-1,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,33
    +1,04 (+1,48%)
     
  • OURO

    1.764,30
    +0,50 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    43.166,91
    -1.921,42 (-4,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.084,44
    -49,94 (-4,40%)
     
  • S&P500

    4.357,73
    -75,26 (-1,70%)
     
  • DOW JONES

    33.970,47
    -614,41 (-1,78%)
     
  • FTSE

    6.972,17
    +68,26 (+0,99%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    15.143,00
    +133,50 (+0,89%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2897
    +0,0450 (+0,72%)
     

Mesmo com pandemia, só 55% das empresas têm departamento de inovação digital

·1 minuto de leitura
New ideas and imagination Creativity and inspiration Technological innovation. Hand holding brain digital network and abstract science light bulb inside on networking connection on sky background.
Ao menos 70% das empresas brasileiras têm consciência da importância da inovação digital
  • Pandemia pede que empresas apostem em inovação de digital

  • Entretanto, 55% delas não têm um departamento para tratar sobre isso

  • Cerca de 30% das empresas nem investem em inovação

A pandemia trouxe à tona a necessidade de inovação digital, com as empresas se reinventando para manter as portas abertas. Apesar de 70% dos empreendimentos do país terem consciência da importância de inovar, segundo pesquisa feita pela Consultoria Palas apenas 55% das empresas entrevistadas têm um departamento de inovação e 15% têm um comitê, enquanto 30% nem investem nisso. As informações são do site Consumidor Moderno. 

Leia também:

Entre as 60 empresas ouvidas no estudo, 35% justificam essa falta de investimento dizendo que falta dinheiro. Em contrapartida, para 43% o problema não é financeiro, mas de não definir claramente quando será disponibilizado para esse setor.

'Olho no retrovisor'

Sem buscar conhecimento e até sem recursos financeiros, 25% dos empreendimentos usam pesquisas de mercado para antever tendências de inovação, enquanto 17% se baseiam em experiências pelas quais já passaram para prever como serão os próximos passos.  

Segundo Marília Cardoso, sócia-fundadora da Palas, “é como se essas empresas estivessem dirigindo com o olho apenas no retrovisor”. “Não se constrói o futuro com base no passado. É preciso antecipar comportamentos e se preparar para os clientes do futuro.

Falta de treinamento

A falta de disseminação sobre o tema é um problema para 15% dos empreendimentos, que não fizeram nenhum treinamento ou evento para falar de inovação digital. E essa desinformação é maior entre os chefes em mais de 46% das empresas, que também não fazem nenhum curso de formação. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos