Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    60.639,32
    -889,22 (-1,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Mercedes-Benz fecha parceria com Stellantis para megafábrica de baterias

·2 minuto de leitura

Uma nova megafábrica de baterias nasceu e, agora, terá como sócias, além da Stellantis e da TotalEnergies, que já faziam parte do negócio, a alemã Mercedes-Benz. O anúncio da parceria foi feito na segunda-feira (27), com a confirmação de que cada uma contará com 1/3 de participação acionária.

A entrada da montadora alemã no negócio tem como principal objetivo agregar tecnologia e know-how para o desenvolvimento das células de energia. O contrato firmado entre as três empresas visa o aumento da capacidade industrial da ACC para pelo menos 120 GWh até 2030.

Apoiada pelas autoridades francesas, alemãs e europeias, a megafábrica de baterias terá como alvo principal o segmento dos veículos elétricos. Segundo material divulgado pela própria Stellantis, a entrada da Mercedes-Benz na ACC "é uma demonstração clara do progresso industrial e dos méritos do projeto, que se fortalecerá".

Imagem: Divulgação/Mercedes-Benz
Imagem: Divulgação/Mercedes-Benz

O investimento da ACC na produção de células e módulos de baterias para carros elétricos será de mais de 7 bilhões de euros e contará com subsídos do próprio capital das empresas e de financiamentos. O foco principal estará na segurança, desempenho e competitividade, garantindo o mais alto nível de qualidade e menor pegada de carbono, segundo a Stellantis.

“Ter a Mercedes-Benz se juntando a nós como um novo acionista é um marco importante para a ACC. A Mercedes-Benz trará um voto de confiança em nosso roteiro de tecnologia e competitividade de produtos que fortalece significativamente o potencial de negócios da ACC e sustenta nossos ambiciosos planos de crescimento. Esta é a nossa contribuição para um futuro elétrico e sustentável”, afirmou Yann Vincent, CEO da ACC.

Ola Källenius, CEO da Daimler AG e Mercedes-Benz AG, também comemorou a entrada da montadora no negócio iniciado em 2020 pela Stellantis e pela TotalEnergies. “Esta nova parceria nos permite garantir o fornecimento, aproveitar as vantagens das economias de escala e fornecer aos nossos clientes tecnologia de bateria superior. Sobretudo, podemos ajudar a garantir que a Europa continue no centro da indústria automobilística”, projetou.

Mais um passo no projeto

Carlos Tavares, CEO da Stellantis, que recentemente revelou planos ousados para a eletrificação de boa parte da frota dos carros sob o guarda-chuva da companhia no mercado dos Estados Unidos, rotulou o anúncio da parceria com a Mercedes como "um novo passo" nesse planejamento.

“A estratégia de eletrificação da Stellantis está avançando rapidamente, e o anúncio de hoje é o próximo passo em nosso plano de ser o líder automotivo, com todas as 14 marcas comprometidas em oferecer as melhores soluções totalmente eletrificadas que atendam às demandas dos clientes", resumiu. "Este consórcio impulsiona nossa experiência técnica compartilhada e sinergias de fabricação, e continua a garantir que a Stellantis lidere a maneira como o mundo se move da maneira mais eficiente, acessível e sustentável”, completou.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos