Mercado abrirá em 15 mins
  • BOVESPA

    119.920,61
    +356,17 (+0,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.934,91
    +535,11 (+1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,33
    -0,38 (-0,59%)
     
  • OURO

    1.837,50
    +21,80 (+1,20%)
     
  • BTC-USD

    57.325,02
    -347,88 (-0,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.489,05
    +17,64 (+1,20%)
     
  • S&P500

    4.201,62
    +34,03 (+0,82%)
     
  • DOW JONES

    34.548,53
    +318,19 (+0,93%)
     
  • FTSE

    7.116,37
    +40,20 (+0,57%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.755,25
    +157,50 (+1,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3684
    +0,0018 (+0,03%)
     

Mercado vê maior aperto monetário neste ano e no próximo

Camila Moreira
·2 minuto de leitura
Prédio do Banco Central em Brasília

Por Camila Moreira

SÃO PAULO (Reuters) - O mercado passou a ver maior aperto monetário tanto neste ano quanto em 2022, com a inflação superando 5% e uma taxa de crescimento econômico mais alta em 2021, de acordo com a pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira pelo Banco Central.

O levantamento semanal mostrou que a expectativa para a taxa básica de juros subiu a 5,50% para este ano, ante 5,25% na semana anterior. Para 2022 a Selic foi calculada em 6,13% na mediana das projeções, era 6% antes.

O Comitê de Política Monetária (Copom) do BC volta a se reunir na próxima semana para decidir sobre a taxa de juros, atualmente em 2,75%. A expectativa no Focus é de um aumento para 3,5% nesse encontro.

Já para a inflação os especialistas consultados passaram a ver uma taxa de 5,01% neste ano, de 4,92% antes, aproximando-se cada vez mais do teto da meta --o centro do objetivo é de 3,75%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

A mudança ocorre na esteira de um salto na projeção para a alta dos preços administrados a 8,04%, de 7,70% no levantamento anterior.

Para 2022 a expectativa de avanço do IPCA permaneceu em 3,60%, acima do centro da meta, que nesse caso é de 3,50%. Para o próximo ano, a projeção para o aumento dos preços administrados subiu a 4,34%, de 4,25%.

Para o Produto Interno Bruto (PIB), a estimativa de crescimento este ano melhorou em 0,05 ponto percentual, a 3,09%, enquanto que para 2022 seguiu em 2,34%

Veja abaixo as principais projeções do mercado para a economia brasileira, de acordo com a pesquisa semanal do BC com cerca de 100 instituições financeiras:

Expectativas de mercado 2021 2021 2022 2022

Mediana Há 1 Hoje Há 1 Hoje

semana semana

IPCA (%) 4,92 5,01 3,60 3,60

PIB (%) 3,04 3,09 2,34 2,34

Dólar (fim de período-R$) 5,40 5,40 5,26 5,40

Selic (fim de período-% a.a.) 5,25 5,50 6,00 6,13

Preços administrados (%) 7,70 8,04 4,25 4,34

Produção industrial (%) 5,06 5,06 2,15 2,00

Conta corrente (US$ bi) -10,00 -5,00 -20,60 -20,30

Balança comercial (US$ bi) 57,65 59,00 54,05 54,55

IDP (US$ bi) 55,00 55,00 65,00 65,00

Dívida líquida pública (%/PIB) 64,60 64,60 66,20 66,20