Mercado fechado

Mercado de roupas e calçados retrai 24%, acima da média global, diz consultoria

PAULA SOPRANA, FILIPE OLIVEIRA E MARIANA GRAZINI
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A indústria brasileira de vestuário e calçados retraiu 24% em 2020, acima da média de recuo global, de 17,3%. O setor movimenta hoje US$ 20,7 bilhões (R$ 107,7 bilhões) no país, mostram dados exclusivos da Euromonitor, empresa britânica de pesquisa de mercado. Analistas apontam para recuperação do patamar de 2019 apenas em 2023, quando o mercado atingirá o tamanho de US$ 27,4 bilhões (R$ 147 bilhões). A retomada brasileira deve ser mais rápida que a global, que retorna ao cenário pré-Covid em 2024, totalizando US$ 1,7 trilhão (R$ 9 trilhões). A queda em calcados (27,6%) foi superior à de roupas (23%) no Brasil. De acordo com Guilherme Machado, analista sênior da empresa, a perspectiva no início da pandemia era mais pessimista. A projeção era de retomada em L; hoje, diante de maior perspectiva de imunização, a curva pode ser em V.