Mercado abrirá em 6 h 22 min
  • BOVESPA

    100.763,60
    +2.091,34 (+2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.294,83
    +553,33 (+1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,15
    +1,58 (+1,44%)
     
  • OURO

    1.829,00
    +4,20 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    20.832,04
    -384,73 (-1,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    453,71
    -8,08 (-1,75%)
     
  • S&P500

    3.900,11
    -11,63 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.438,26
    -62,42 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.258,32
    +49,51 (+0,69%)
     
  • HANG SENG

    22.383,61
    +154,09 (+0,69%)
     
  • NIKKEI

    27.049,47
    +178,20 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.114,50
    +74,00 (+0,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5376
    -0,0065 (-0,12%)
     

Mercado retorna a títulos e moedas fortes com risco de recessão

(Bloomberg) -- Os investidores voltaram a se refugiar em títulos e moedas fortes à medida que crescem as preocupações com a perspectiva de uma recessão global.

Os títulos soberanos europeus e os Treasuries americanos subiram, quebrando dois dias de perdas, com baixa de até 0,14 ponto percentual no rendimento da nota de 10 anos nos EUA para 3,13%, e quedas de taxas ao longo da curva.

Os mercados de dívida mantiveram seus ganhos mesmo após o chefe do Federal Reserve Jerome Powell - em comentários escritos divulgados antes de seu depoimento no Congresso - reiterar a determinação do banco central de trazer a inflação de volta à meta oficial de 2%.

O rendimento dos títulos alemães de 10 anos atingiu brevemente 1,59%, uma marca vista pela última vez em 15 de junho, o dia da última decisão de política do Fed.

A demanda renovada por refúgios também impulsionou os fluxos de dinheiro para o iene, ajudando a moeda japonesa a se recuperar de uma nova mínima de 24 anos contra o dólar no início da sessão. O dólar se fortaleceu contra seus pares do Grupo dos 10 que são associados a commodities, como os dólares canadense e australiano, mas se enfraqueceu em relação ao euro e o iene.

A turbulência do mercado segue avisos de que a economia mundial corre o risco de entrar em recessão à medida que bancos centrais mantém ciclos de alta agressivos, apesar dos riscos para o crescimento.

“O mercado está se concentrando nos riscos de recessão por enquanto, com o petróleo caindo, rendimentos mais baixos, ativos de risco sendo prejudicados”, disse Peter McCallum, estrategista de taxas da Mizuho International.

No Reino Unido, operadores já apostam que os temores de recessão limitarão o quanto o Banco da Inglaterra pode elevar o custo do dinheiro. Os títulos britânicos se recuperaram após dados de inflação dentro das estimativas, e os mercados monetários reduziram suas apostas em três altas consecutivas de 0,5 ponto percentual na taxa básica de juros. Os rendimentos dos títulos de dois anos, os mais sensíveis à política monetária, chegaram a cair mais de 0,21 ponto percentual.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos