Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.289,18
    +1.085,18 (+0,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.037,05
    -67,35 (-0,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,15
    +1,55 (+1,81%)
     
  • OURO

    1.818,80
    -10,90 (-0,60%)
     
  • BTC-USD

    36.547,71
    -243,20 (-0,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    835,69
    -20,12 (-2,35%)
     
  • S&P500

    4.349,93
    -6,52 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.168,09
    -129,64 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.469,78
    +98,32 (+1,33%)
     
  • HANG SENG

    24.289,90
    +46,30 (+0,19%)
     
  • NIKKEI

    27.011,33
    -119,97 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    14.150,75
    +9,95 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1054
    -0,0467 (-0,76%)
     

Mercado reduz projeção de crescimento em 2022 a 0,36%, mostra Focus

·1 min de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - Especialistas reduziram a perspectiva de crescimento do Brasil para 2022, mas mantiveram o cenário para a inflação e a política monetária neste ano, de acordo com a pesquisa Focus divulgada pelo Banco Central nesta segunda-feira.

Segundo o levantamento semanal, o Produto Interno Bruto deve expandir 0,36% este ano, contra expectativa uma semana antes de crescimento de 0,42%. Para 2023, segue a perspectiva de avanço de 1,80% para o PIB.

Para 2021, os cerca de 100 economistas consultados ajustaram suas contas para um crescimento de 4,50% da economia, 0,01 ponto percentual a menos do que a projeção anterior na pesquisa.

Em relação à inflação, também houve ajuste no cenário para 2021 a alta de 10,01%, de 10,02% antes. O IBGE divulga os dados de dezembro e de 2021 como um todo do IPCA em 11 de janeiro.

Para este ano a estimativa para o avanço do IPCA permaneceu em 5,03%, enquanto, para 2023, subiu a 3,41%, de 3,38%.

A estimativa para 2021 ficou bem acima da meta oficial, que é de 3,75% com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos. Para este ano o centro do objetivo é de 3,5% e, para 2023, de 3,25%, sempre com margem de 1,5 ponto.

Em relação à política monetária, segue a expectativa de que a Selic encerre 2022 a 11,50% e 2023 a 8,00%. Na última reunião do ano passado, o BC elevou a taxa básica de juros a 9,25% e volta a se reunir em 1 e 2 de fevereiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos