Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,05 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,35 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    48.224,35
    +1.012,64 (+2,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,16 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,50 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7797
    -0,0062 (-0,09%)
     

Mercado Pago faz parceria com Burger King e C&A para PIX

·1 minuto de leitura
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

SÃO PAULO (Reuters) - O Mercado Pago, braço de serviços financeiros do Mercado Livre, anunciou nesta quinta-feira que fechou parcerias com a rede de fast food Burger King e com a varejista de moda C&A para uso do pagamento instantâneo PIX.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Com o acordo, que deve entrar em vigor ainda no primeiro trimestre, todas as operações realizadas pelo PIX no Burger King e na C&A serão transacionadas exclusivamente pelo Mercado Pago, que avalia parcerias com outras grandes redes no país.

Leia também:

Segundo o vice-presidente do Mercado Pago, Tulio Oliveira, o acordo reflete a percepção de que o ambiente competitivo em serviços financeiros no Brasil tende a crescer neste ano, na esteira de novidades regulatórias implementadas pelo Banco Central, que inclui também o open banking.

Em vigor desde novembro, o PIX, que permite pagamento instantâneo 24 horas por dia, 365 dias por ano, já tem 7 milhões de adesões no Mercado Pago, disse Oliveira.

O executivo disse ainda que a fintech avalia parcerias com outros parceiros para pagamentos, inclusive com serviços de mensageria como o WhatsApp.

"Estamos abertos a parcerias com muita gente, inclusive com o WhatsApp", disse Oliveira durante teleconferência com jornalistas.

Na quarta-feira, executivos da Cielo previram que o Banco Central pode anunciar até junho a autorização para uso em pagamentos do WhatsApp.

(Por Aluísio Alves)

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube