Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    55.103,44
    -338,20 (-0,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Investidor ameniza precificações para Copom após estresse nos últimos dias

·2 min de leitura

SÃO PAULO (Reuters) -O mercado de renda fixa no Brasil operava com mais calma nesta quarta-feira, com as taxas de DI em firme queda depois de dias seguidos de rali, conforme investidores reavaliavam preços e aparavam cenários extremos antes da decisão do Copom de mais tarde.

O DI janeiro 2023 caía 15,5 pontos-base, a 11,435%. Essa taxa vem de nove sessões consecutivas de alta, período em que saiu de 9,05% e acumulou no pior momento salto de 275 pontos-base.

Esse vencimento tem reagido fortemente aos últimos acontecimentos na seara político-fiscal por concentrar as apostas do mercado para o rumo da taxa de juros entre hoje e o fim de 2022, intervalo para o qual investidores passaram a exigir mais prêmio de risco devido à deterioração das perspectivas para as contas públicas.

Nesse contexto, que piora o cenário para a inflação, várias instituições financeiras passaram a ver nos últimos dias Selic de dois dígitos no ano que vem, com algumas enxergando taxa acima de 11%.

O juro básico está atualmente em 6,25%, e na noite desta quarta-feira o Banco Central deverá anunciar novo aumento na taxa. A dúvida é em que magnitude.

A curva de DI embutia na tarde desta quarta acréscimo de 1,64 ponto percentual nas próximas horas --em linhas gerais, 56% de probabilidade de aumento de 1,75 ponto e 44% de elevação de 1,50 ponto.

A terça-feira terminou com essa precificação acima de 1,80 ponto --ou seja, com pelo menos 20% de probabilidade de um salto de 2 pontos percentuais nos juros.

No mercado de opções digitais na B3, a aposta majoritária (53,1%) era de anúncio de uma Selic de 7,75% nesta noite --portanto, de alta de 1,50 ponto--, com probabilidade um pouco maior do que a do fechamento da véspera (49%).

O segundo cenário mais provável é o de aumento de 2 pontos percentuais do juro --16% de chance, abaixo dos 23% da véspera. Elevações de 1,75 ponto e 1 ponto também estão entre as possibilidades consideradas por investidores nesse mercado.

Já os FRAs de swap DIxPré apontavam Selic perto de 10% ao ano ao longo de janeiro de 2022, com taxa acima dessa linha em fevereiro e chegando a superar 12% nos meses seguintes.

(Por José de Castro; edição de Isabel Versiani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos