Mercado fechará em 3 h 51 min
  • BOVESPA

    106.501,77
    +138,67 (+0,13%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.539,32
    -175,28 (-0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,40
    -0,26 (-0,31%)
     
  • OURO

    1.800,00
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    61.489,20
    +2.165,89 (+3,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,89
    +61,51 (+4,33%)
     
  • S&P500

    4.589,75
    +38,07 (+0,84%)
     
  • DOW JONES

    35.713,69
    +223,00 (+0,63%)
     
  • FTSE

    7.248,95
    -4,32 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.715,00
    +127,75 (+0,82%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5735
    +0,1488 (+2,32%)
     

Mercado de opções indica que correção do S&P 500 está chegando ao fim

·2 minuto de leitura

Com o crescimento exagerado do mercado de ações estadunidense ao longo deste ano, muitos investidores ficaram receosos com uma possível forte correção.

Dessa forma, alguns traders de derivativos já estavam se preparando para uma desaceleração desde o início do verão.

Muitos compraram opções de venda (puts) no mercado de opções à medida que o mercado de ações atingia novas máximas, o que ocorreu no início de setembro.

Quando a queda do índice finalmente aconteceu – o que fez o índice S&P 500 (SPX) perder mais de US$ 2 trilhões em valor de mercado – poucos investidores foram pegos de surpresa.

Vale destacar que quando o receio de uma correção é generalizada entre os investidores, é normal que os preços das puts fiquem mais caros que os das opções de compra (calls).

Para se ter uma ideia, uma opção de venda com vencimento em novembro e que está 10% fora do dinheiro pode ser negociada ao preço equivalente a 27 opções de compra fora do dinheiro. 

Ou seja, está mais barato comprar puts do que calls.

Fim das quedas não é garantido

A mudança no mercado de opções deve ser vista com ressalvas. A demanda por proteção ainda é elevada, o que também indica que o risco de novas quedas ainda existe.

Além disso, essa queda no preço das opções de venda para o índice S&P não ocorre para todo o mercado de ações. 

Embora o poder de compra dos contratos de venda tenha caído para o índice e nas pequenas empresas, ele está se movendo na direção oposta para as empresas de tecnologia.

“O mercado ficou preocupado por muito tempo (níveis de distorção muito altos), mesmo depois que tivemos quedas”, escreveu Amy Wu Silverman, especialista em derivativos do RBC.

“É muito revelador que desta vez a distorção não esteja aumentando, apesar de uma redução. Acho que é a forma do mercado de opções de nos dizer que estamos mais perto do fundo do poço”, completou a especialista.

O que são opções?

Opções são contratos no mercado financeiro que se negocia o direito de comprar ou vender um lote de ações por um preço fixado em uma determinada data de vencimento futura.

As opções são um ótimo instrumento de defesa para seus investimentos. Essa prática costuma ser chamada de hedge.

No entanto, muitos investidores utilizam este instrumento para alavancagem. 

Com as opções é possível se posicionar contra ou a favor de um ativo sem ter que comprar ou vender diretamente o mesmo.  Isso porque, as opções são mais baratas do que as ações.

As opções são também chamadas de derivativos.

O mercado de derivativos se baseia na negociação de contratos que dependem (derivam) de outros ativos. 

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos