Mercado fechará em 6 hs

Mercado de minério se volta para oferta com relatório da Vale

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Bloomberg) -- Um mercado de minério de ferro atingido por crescentes preocupações com a demanda voltará sua atenção para a oferta - pelo menos momentaneamente - quando a Vale divulgar seu relatório de produção.

O preço do ingrediente siderúrgico caiu mais de 40% em relação ao pico de março, abaixo de US$ 100 a tonelada, com uma crise imobiliária e lockdowns na China que diminuem as perspectivas de demanda em um momento em que as medidas de combate à inflação ameaçam o crescimento global. A rival Rio Tinto não ajudou semana passada ao relatar remessas mais altas.

Terça-feira à noite é a vez da Vale. A mineradora brasileira - cuja recuperação de um desastre de barragem em 2019 é um importante fator no lado da oferta - deve divulgar uma produção de 76,9 milhões de toneladas no segundo trimestre, segundo a estimativa média de sete analistas acompanhados pela Bloomberg. Isso se compara a 63,9 milhões em um primeiro trimestre afetado por chuvas e 75,7 milhões um ano atrás.

Um número muito acima do esperado representaria mais dor de cabeça para quem aposta na alta do minério de ferro, enquanto uma decepção considerável poderia ajudar a sustentar os preços. Mas o mais importante pode ser se a Vale consegue ou não atingir sua meta anual de produção da matéria-prima do aço entre 320 e 335 milhões de toneladas. O mercado já parece estar considerando a extremidade inferior da faixa como o melhor cenário, segundo analistas do Citigroup liderados por Alex Hacking.

O oposto vale para as ações da empresa – uma surpresa positiva na produção pode proporcionar alívio de curto prazo para o papel que seguiu uma trajetória semelhante à do minério de ferro nos últimos meses.

O Goldman Sachs recentemente reduziu suas estimativas de lucros para a empresa, enquanto Will Landers, investidor veterano de América Latina e chefe de ações para a região da BTG Pactual Asset Management, disse que ficou “underweight” (com exposição abaixo da média do índice de referência) em Vale em meio a uma reabertura econômica “frustrante e acidentada” na China.

As expectativas de um declínio na produção de aço na China no segundo semestre do ano “devem ter um impacto negativo no consumo de minério de ferro durante um período de produção sazonalmente mais forte”, analistas do Goldman liderados por Marcio Farid disseram em uma nota.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos