Mercado fechará em 6 h 4 min
  • BOVESPA

    100.564,39
    -27,02 (-0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.180,27
    -255,18 (-0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    113,13
    +1,37 (+1,23%)
     
  • OURO

    1.825,00
    +3,80 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    20.092,47
    -992,29 (-4,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    431,99
    -7,68 (-1,75%)
     
  • S&P500

    3.824,38
    +2,83 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    31.093,92
    +146,93 (+0,47%)
     
  • FTSE

    7.319,65
    -3,76 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    21.996,89
    -422,08 (-1,88%)
     
  • NIKKEI

    26.804,60
    -244,87 (-0,91%)
     
  • NASDAQ

    11.596,75
    -77,50 (-0,66%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4755
    -0,0660 (-1,19%)
     

Mercado Livre exclui 6 milhões de anúncios piratas

Mercado Livre: empresa removeu 6 milhões de anúncios por violações das regras da plataforma (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Mercado Livre: empresa removeu 6 milhões de anúncios por violações das regras da plataforma (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Mercado Livre é o maior varejista da América Latina;

  • Número desse semestre ainda é 27% menor do que o excluído no semestre passado

  • Falta de informações sobre segurança e qualidade e garantia de direitos de propriedade intelectual foram os principais motivos de exclusão.

O Mercado Livre, maior varejista de toda América Latina, divulgou nesta quarta-feira (18) seu terceiro Relatório de Transparência na América Latina, onde detalha os avanços no atendimento e satisfação ao consumidor, no controle dos produtos vendidos e na sua política de moderação.

Um dos fatos mais chocantes encontrados no relatório é a exclusão de 6 milhões de anúncios ao longo do último semestre. Segundo a empresa, os anúncios continham irregularidades que violavam as regras da plataforma. Apesar de grande, esse volume é 27% menor ao divulgado no semestre passado.

Esses dados apontam que a política da empresa de combate a pirataria, erros e fraudes nos anúncios vem mostrado resultados dentro da plataforma. Ao todo, esses 6 milhões de anúncios representam apenas 1% dos 585 milhões publicados entre julho e dezembro do ano passado. Do total de anúncios analisados pela empresa, cerca de 99,15% receberam um sinal positivo das equipes de prevenção de fraudes, afirmou a empresa.

Dentre os principais motivos de exclusão estão a falta de cumprimento de requisitos como informações, segurança e qualidade dos produtos, proteção da privacidade dos dados e garantia de direitos de propriedade intelectual. Ou seja, a maioria dos anúncios excluídos colocavam à venda produtos piratas.

Sistema de regulamentação do Mercado Livre

O Mercado Livre possui um sistema de autorregulação baseado em inteligência artificial e machine learning criado há 4 anos atrás. Segundo a empresa, para cada denúncia feita por um usuário, o sistema consegue detectar outros oito anúncios irregulares.

A moderação é feita também em conjunto com outros órgãos de proteção ao consumidor e à indústria, como o Ministério da Justiça, Ministério Público, Ancide, Inmetro, Procons, Ancine, ABDR e Proteste.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos