Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.496,21
    -2.316,66 (-2,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.463,26
    -266,54 (-0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,91
    -0,59 (-0,65%)
     
  • OURO

    1.760,30
    -10,90 (-0,62%)
     
  • BTC-USD

    21.112,48
    -1.722,90 (-7,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    504,88
    -36,72 (-6,78%)
     
  • S&P500

    4.228,48
    -55,26 (-1,29%)
     
  • DOW JONES

    33.706,74
    -292,30 (-0,86%)
     
  • FTSE

    7.550,37
    +8,52 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,81 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.250,00
    -273,25 (-2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1885
    -0,0253 (-0,49%)
     

Mercado financeiro inicia 2022 com previsão de baixo crescimento

·2 min de leitura
Boletim Focus: primeira análise do ano prevê baixo crescimento do PIB em 2022 (Getty Images)
Boletim Focus: primeira análise do ano prevê baixo crescimento do PIB em 2022 (Getty Images)
  • Número oficial só será divulgado em fevereiro, mas projeção de crescimento é de 0,36%

  • Inflação também preocupa e segue acima do teto estipulado

  • Dólar segue alto e deve fechar em R$ 5,60 em 2022

Foram divulgados nesta segunda-feira (03), os números do Boletim Focus do Banco Central (BC) - documento que reúne a estimativa de mais de 100 instituições do mercado financeiro para os principais indicadores econômicos do ano. No caso, as notícias não são boas. Se a previsão de crescimento para 2022 já eram consideradas abaixo do ideal, houve uma nova redução da mediana da mesma. Com isso, a expectativa de alta que era de 0,42% caiu para 0,36%. O número oficial, no entanto, só será divulgado em fevereiro.

Leia também:

Inflação também preocupa

Se a projeção para o crescimento do PIB em 2022 esteve aquém do esperado - no último ano, fechou em 4,5% -, ao menos a do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2022 permaneceu estável em 5,03%. Vale lembrar que ainda se espera uma uma inflação de dois dígitos, com a última previsão em 10,01%. O que ainda está acima do teto estipulado para a inflação nos últimos dois anos - respectivamente de 5,25% e 5%, já considerando a margem de tolerância de 1,5%.

Dólar continua alto

Foi-se o tempo em que a moeda nacional poderia bater de frente com a norte-americana - ficando abaixo de R$ 2, pela última vez, em 2012 (e, pasmem, abaixo de R$ 1 em 1996). Para este ano de 2022, a estimativa é que o dólar feche em R$ 5,60, com a projeção da taxa Selic permanecendo em 11,5% ao ano. O que explica isso é a chamada “lei de oferta e demanda”, um princípio básico da economia, onde quanto mais pessoas querem um produto, mais caro ele fica. Portanto, se há uma reserva baixa de dólar no Brasil, o valor da moeda estrangeira fica cada vez mais alto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos