Mercado especula lançamento de produto pelo Facebook

O Facebook fará um anúncio no próximo dia 15. A empresa não deu maiores detalhes, apenas diz no convite a jornalistas "venha e veja o que estamos construindo". Desde quarta-feira, especulações em Wall Street sobre o que poderia ser o anúncio fizeram o preço da ação da rede social atingir o nível mais alto em seis meses.

Dentre as várias hipóteses, a que vem sendo apontada como a mais provável é que a empresa divulgará algum plano relacionado a celulares. Também há aposta em um sistema de buscas que funcionaria somente dentro da rede social. Há ainda quem acredite que a empresa lançará um serviço de vídeos dentro do "feed de notícias", com foco na transmissão de anúncios e no aumento das receitas da empresa, ou um serviço de compartilhamento de músicas. Alguns analistas dizem que a novidade estaria ligada ao comércio eletrônico.

Victor Anthony, da Topeka Capital Markets, aposta no segmento de celulares, mas descarta a possibilidade de o Facebook anunciar o desenvolvimento de um aparelho próprio, pois um dos fundadores e o presidente da empresa, Mark Zuckerberg, deu declarações recentes de que essa não é a estratégia correta no momento. Na avaliação de Anthony, a companhia Facebook pode anunciar parcerias com operadoras de telefonia para uma maior integração de serviços e receber um pagamento por isso.

Em um relatório a clientes, o analista, que é baseado na Califórnia, diz saber por fontes internas que o Facebook tem em sua sede, também na região, uma equipe dedicada a celulares, mas pouco ou nada se sabe o que esses profissionais fazem. O analista, porém, não descarta a possibilidade de um serviço de buscas ou de vídeos.

As especulações sobre o anúncio do Facebook começaram após várias empresas de internet e tecnologia anunciarem que estão preparando anúncios para a maior feira mundial do setor de TI, que começou esta semana em Las Vegas. Intel, AMD, AT&T, Samsung, Sharp e LG estão entre elas.

Na quarta-feira, o Facebook enviou um convite a jornalistas para uma entrevista coletiva, que não será na feira de Las Vegas, mas na sede da empresa na Califórnia. O convite não especifica o motivo da entrevista. Isso alimentou ainda mais os rumores e fez a ação subir 5,3% ontem. Nesta quinta-feira, o papel subiu mais 0,75% e atingiu o preço de US$ 30,82, o nível mais alto desde julho do ano passado. A rede social abriu o capital em maio de 2012, com a ação a US$ 38.

Carregando...