Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,96 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,60 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    -0,56 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    21.343,10
    +117,78 (+0,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,28 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,16 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,77 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    -7,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Mercado eleva aposta em alta de 0,75 p.p. do juro nesta semana para máxima

Prédio do Banco Central, em Brasília

SÃO PAULO (Reuters) - As opções digitais negociadas na B3 embutiam nesta terça-feira a maior precificação para alta de 0,75 ponto percentual do juro básico nesta semana desde que as medições para o Copom de junho começaram, indicativo da maior expectativa do mercado de que o Banco Central precisará ser ainda mais enérgico na política monetária num momento de pressão inflacionária global.

Os derivativos apontavam 26% de probabilidade de acréscimo de 0,75 ponto na Selic na quarta. É mais do que o dobro do número da véspera (12,5%) e bem acima dos 8,5% do último dia 9.

Embora ainda residuais, as apostas numa elevação de 1 ponto percentual também subiram, com a chance indo a 7% nesta terça, o dobro dos 4,5% da véspera e acima da marca de 1,5% do dia 10 deste mês.

Ao mesmo tempo, a precificação para incremento de 0,50 ponto na Selic --que segue majoritária-- caiu a 68%, de 80% na segunda-feira e 84% no último dia 9.

(Por José de Castro)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos