Mercado fechará em 5 h 57 min
  • BOVESPA

    100.387,36
    -204,05 (-0,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.049,55
    -385,90 (-0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    113,25
    +1,49 (+1,33%)
     
  • OURO

    1.820,90
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    20.072,55
    -982,57 (-4,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    432,83
    -6,83 (-1,55%)
     
  • S&P500

    3.835,09
    +13,54 (+0,35%)
     
  • DOW JONES

    31.137,92
    +190,93 (+0,62%)
     
  • FTSE

    7.318,51
    -4,90 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    21.996,89
    -422,08 (-1,88%)
     
  • NIKKEI

    26.804,60
    -244,87 (-0,91%)
     
  • NASDAQ

    11.700,75
    +26,50 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4810
    -0,0605 (-1,09%)
     

Mercado começa a duvidar de alta de 0,5 pp do Fed em julho

(Bloomberg) -- Aumentos de juros de meio ponto percentual pelo Federal Reserve em cada uma de suas próximas duas reuniões de política monetária não são mais consenso para os operadores de derivativos.

Contratos de swap cujos valores são determinado pela taxa básica efetiva do Fed após as datas das reuniões eram negociados na quarta-feira em níveis que precificam menos de 1 ponto percentual de aumentos de juros nas reuniões de junho e julho. Na semana passada, eles precificavam pelo menos isso, com uma pequena chance de um movimento de 0,75 ponto percentual em uma das reuniões.

Para a reunião seguinte em setembro, os contratos precificam alta de 0,33 ponto percentual - o que representa uma probabilidade de 66% de alta de meio ponto naquele mês - abaixo do pico de mais de 0,6 ponto percentual precificado antes da reunião de maio.

Dados fracos de vendas de casas novas em abril, divulgados na terça-feira, desencadearam a recente onda de reprecificação dovish nas taxas de curto prazo dos EUA. Um relatório sobre pedidos de bens duráveis que também ficou aquém das estimativas dos economistas deu mais impulso ao reposicionamento na quarta-feira.

A expectativa de pico para a taxa básica também recua. Ela agora está precificada em cerca de 2,93% até meados do próximo ano, abaixo dos 3,4% no início deste mês.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos