Mercado abrirá em 4 h 41 min

Mercado de capitais movimenta R$ 14,8 bilhões em janeiro, diz Anbima

Giovanna Almeida
Mercado de capitais movimenta R$ 14,8 bilhões em janeiro, diz Anbima

O mercado de capitais do Brasil movimentou R$ 14,8 bilhões em janeiro. O montante indica queda de 19,1% ante o mesmo período do ano passado. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (10) pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Entre o valor total das emissões de companhias brasileiras no mercado de capitais em janeiro, 43,2% correspondem a debêntures. Os títulos de dívida movimentaram R$ 6,4 bilhões com 25 operações no mês passado. Deste valor, 9,1% foi adquirido por fundos de investimento.

De acordo com a associação, as ofertas vinculadas ao setor imobiliário aparecem em segundo lugar, com 26,3% do total de emissões. Neste segmento, R$ 2 bilhões correspondem a fundos imobiliários, ou seja 13,4%, e R$ 1,9 bilhão (12,9%) a Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs).

Além disso, a Anbima informou que as pessoas físicas foram as principais responsáveis pelas movimentações do setor imobiliário no período, com 64,3% do total.

No mercado externo, as companhias brasileiras levantaram US$ 5,7 bilhões (cerca de R$ 23,7 bilhões) no mês passado. Na comparação anual, o valor indica alta de 653,3% ante os US$ 750 milhões registrados em janeiro de 2019.

Segundo a Anbima, a oferta subsequente de ações (follow-on) da Minerva (BEEF3) foi a única operação de renda variável realizada em janeiro. A oferta levantou R$ 1,2 bilhão.

Mercado de capitais em 2019

O mercado de capitais do Brasil registrou a captação líquida de R$ 450,7 bilhões em 2019, valor que é um recorde no segmento. O valor representa alta de 62% em relação ao ano anterior. As informações foram divulgadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no dia 30 de janeiro.

Saiba mais: Mercado de capitais tem captação líquida de R$ 450,7 bi em 2019, segundo CVM

Segundo o comunicado, o mercado de dívida, ambiente onde se emitem e são negociados os instrumentos de dívida levantados por companhias foi responsável por 63% do total de captações em 2019, cerca de R$ 286,6 bilhões. Destaque para as emissões de debêntures, que somaram R$ 185,8 bilhões.

O boletim sobre mercado de capitais informou também que no ano passado as ofertas de ações, sejam por meio de IPOs ou ofertas subsequentes de ações (follow-ons) também cresceram, atingindo R$ 90,1 bilhões captados junto ao público investidor. O número de participantes regulados somou 54.458, crescimento de 6,8% em relação ao final do ano anterior.