Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.197,82
    +967,70 (+0,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.845,83
    -200,75 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,01
    +1,49 (+1,72%)
     
  • OURO

    1.724,80
    -5,70 (-0,33%)
     
  • BTC-USD

    20.105,51
    -220,52 (-1,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    456,09
    -2,31 (-0,50%)
     
  • S&P500

    3.783,28
    -7,65 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    30.273,87
    -42,45 (-0,14%)
     
  • FTSE

    7.052,62
    -33,84 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.634,75
    -6,00 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1412
    -0,0267 (-0,52%)
     

Mercado de câmbio está equilibrado e real é melhor moeda mesmo com aperto nos EUA, diz Serra, do BC

Nota de 20 reais

BRASÍLIA (Reuters) - O mercado de câmbio no Brasil está equilibrado após normalização de fluxos para o país, disse nesta terça-feira o diretor de Política Monetária do Banco Central, Bruno Serra, destacando que o real é a “melhor moeda” no ano mesmo com o aperto monetário em economias avançadas.

​​ Em videoconferência promovida pelo Bradesco Asset Management, Serra afirmou que o mercado passou a ter maior oferta de dólares com o fim do processo de redução de endividamento em moeda americana no setor de óleo e gás, o que, para ele, tem magnitude relevante. Ele citou equilíbrio na demanda do mercado por swaps e dólar spot.

“Todo mundo deveria esperar que os mais frágeis sofressem mais, o real é a melhor moeda do ano, e muito disso é explicado por esse final de processo de normalização de fluxos cambiais aqui para o Brasil”, disse.

(Por Bernardo Caram)