Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.282,28
    +2.032,55 (+1,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.338,34
    +510,21 (+1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,43
    +0,20 (+0,28%)
     
  • OURO

    1.763,50
    -15,30 (-0,86%)
     
  • BTC-USD

    43.577,86
    +1.545,94 (+3,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.094,12
    +53,64 (+5,16%)
     
  • S&P500

    4.395,64
    +41,45 (+0,95%)
     
  • DOW JONES

    34.258,32
    +338,48 (+1,00%)
     
  • FTSE

    7.083,37
    +102,39 (+1,47%)
     
  • HANG SENG

    24.668,22
    +446,68 (+1,84%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.206,00
    +42,50 (+0,28%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2082
    -0,0006 (-0,01%)
     

Mercado aposta em alta das taxas dos títulos do Tesouro dos EUA

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Há mais indicações de que os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA vão continuar subindo, mesmo se o presidente do banco central americano, Jerome Powell, transmitir um tom mais equilibrado no importante encontro de Jackson Hole esta semana.

O rendimento dos títulos públicos de cinco anos — prazo que captura simultaneamente as expectativas de variação das taxas de juro de curto prazo e o ritmo de compra de títulos de prazo mais longo pelos bancos centrais — subiu quase 0,20 ponto percentual desde a mínima atingida este mês, prorrogando o seu desempenho inferior em relação ao resto da curva de juros desde fevereiro.

O avanço do rendimento ocorre em um momento em que o mercado parece ter desconsiderado a perspectiva de que Powell asumirá uma postura mais agressiva. A previsão é que ele sinalize uma eventual redução do estímulo monetário durante o simpósio anual da instituição em Jackson Hole, nas montanhas do estado de Wyoming. Para estrategistas do ING liderados por Padhraic Garvey, o baixo custo relativo dos títulos de cinco anos em comparação com os papéis com vencimento em dois e 10 anos sugere haver impulso “residual” para rendimentos mais altos.

Um posicionamento mais balanceado pode levar as taxas de mercado a testarem níveis mais altos, afirmou Garvey, do ING. “Pode ser provisório, mas parece ser o caminho de menor resistência.” O tamanho do apetite do investidor por dívida pública dos EUA ficará mais claro hoje, quando o Tesouro leiloar US$ 61 bilhões em notas de cinco anos.

Modelos algorítmicos que contemplam impulso, volatilidade e condições de carregamento dos papéis têm motivado o desmonte de posições compradas em títulos do Tesouro, disse Mohit Kumar, estrategista da Jefferies International. Isso significa que os fluxos podem ser suficientes para manter a desvantagem dos títulos do Tesouro, mesmo que Powell se recuse a sinalizar claramente quando começará a retirar o apoio ao mercado de dívida.

“Os últimos dois meses foram positivos em termos de duration, com sazonalidade favorável para carregamento e baixa volatilidade”, avaliou Kumar, que está vendido em títulos do Tesouro com vencimento em cinco anos. “Esperávamos algum desmonte de posições compradas com a aproximação do evento de volatilidade de Jackson Hole e a diminuição da sazonalidade para carregamento de papéis.”

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos