Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.557,67
    +698,80 (+0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.918,28
    +312,72 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,15
    +0,10 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.785,80
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    50.755,65
    -131,53 (-0,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.310,28
    -10,99 (-0,83%)
     
  • S&P500

    4.686,75
    +95,08 (+2,07%)
     
  • DOW JONES

    35.719,43
    +492,40 (+1,40%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    28.797,39
    +341,79 (+1,20%)
     
  • NASDAQ

    16.368,25
    +50,25 (+0,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3445
    +0,0048 (+0,08%)
     

Menino de 12 anos ganha mais de R$ 800 mil com venda de NFT

·2 min de leitura
Benyamin Ahmed criou uma coleção de ‘baleias estranhas’ em NFT. Foto: Reprodução/Internet.
Benyamin Ahmed criou uma coleção de ‘baleias estranhas’ em NFT. Foto: Reprodução/Internet.
  • Benyamin Ahmed criou uma coleção de ‘baleias estranhas’ em NFT

  • O garoto aprendeu a programar com seu pai quando era criança

  • Ganhos com royalties de sua criação continuam enchendo a carteira virtual do menino

Um menino de apenas doze anos faturou quase US$ 160 mil em um dia. Benyamin Ahmed, um morador dos arredores de Londres, conseguiu o feito ao vender uma série de 3.350 NFTs que ele mesmo produziu — a coleção tem o nome curioso de Weird Whales (“baleias estranhas” em português).

Baseada em uma ilustração baixada no banco de imagens Shutterstock, o conjunto de NFTs foi produzido por Ahmed com algumas dicas de seu pai, um desenvolvedor web. O garoto, que aprendeu a programar com cerca de cinco anos de idade, usou seus conhecimentos para customizar as ilustrações que encontrou na internet. Desta forma, Ahmed pôde dar originalidade às suas baleias.

Os NFTs (sigla em inglês para “token não-fungível”) têm chamado atenção nos últimos meses no mundo do merchandising digital. Os souvenirs são produzidos usando uma tecnologia que emprega blockchain para atestar a autenticidade e originalidade de alguma obra, seja ela uma arte digital, um tuíte ou ainda um meme. Recentemente, até mesmo obras de van Gogh e da Vinci e uma coleção de fotos inéditas do cantor Chris Cornell tiveram cópias em NFT vendidas em leilões. O mercado de colecionáveis digitais representou mais de US $2,5 bilhões em volume de transações no início de 2021.

Inspirado por outras coleções de arte digital — entre elas os CryptoPunks —, Ahmed recebeu de um desenvolvedor conhecido um código em linguagem Python com um modelo no qual baseou suas criações. Quando lançadas, as Weird Whales viralizaram e ficaram esgotadas em quase nove horas. Além dos ganhos iniciais, Benyamin Ahmed ganha até hoje 2,5% de royalties de cada venda de suas obras no marketplace de NFTs OpenSea.

As informações são do Portal do Bitcoin.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos