Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.880,82
    +1.174,82 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.219,26
    +389,96 (+0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,57
    +0,20 (+0,31%)
     
  • OURO

    1.848,00
    +9,90 (+0,54%)
     
  • BTC-USD

    46.339,86
    -301,39 (-0,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.292,26
    -66,30 (-4,88%)
     
  • S&P500

    4.173,85
    +61,35 (+1,49%)
     
  • DOW JONES

    34.382,13
    +360,73 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,87 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,47 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.397,25
    +10,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4042
    +0,0002 (+0,00%)
     

Menino de 8 anos é atingido por bala perdida na cabeça em Bangu, na Zona Oeste

Letycia Cardoso e Luana Santiago
·2 minuto de leitura

Uma menino de 8 anos foi atingido na cabeça por uma bala perdida na tarde da última sexta-feira (16), em Vila Aliança, Bangu, Zona Oeste do Rio. Levado para o Hospital Municipal Albert Shweitzer, Kaio Guilherme da Silva Baraúna foi operado em cirurgia de emergência e, ainda no mesmo dia, transferido para o Hospital Municipal Pedro II, referência em neurocirurgia, onde conseguiu uma vaga no CTI. O estado da criança ainda é grave.

A mãe, Thais Silva, de 29 anos, que atua como professora, diz que os dois estavam em uma festa infantil com cerca de 30 crianças e outros três adultos, que também são docentes, que acontecia em um espaço aberto. Por volta das 16h30, o menino Kaio estava na fila para pintura de rosto quando, de repente, caiu no chão com a cabeça sangrando.

Devido ao distanciamento entre as crianças, Thais descartou a hipótese de que o filho teria sido empurrado por algum coleguinha e batido a cabeça em uma pedra. Ela também afirma que não havia confronto na região. Um vizinho, que é socorrista, ajudou a levar Kaio às pressas para o hospital. De acordo com a direção do Hospital Municipal Albert Shweitzer, a criança chegou à unidade em parada cardiorrespiratória, foi reanimada e passou pelos procedimentos de emergência necessários para estabilizar o quadro.

— Na própria sexta-feira (16), ele foi operado. Pedimos a ambulância e fomos transferidos para o Pedro II, mas não tinha leito de UTI. Só conseguimos uma vaga no CTI agora domingo de manhã — conta Thaís: — Ele já fez uma tomografia e estamos aguradando. Ele está em coma, mas creio que meu filho vai sair dessa.

Segundo a mãe, Kaio é um menino alegre, agitado e que sonha em ser jogador de futebol. Filho único, mora com os pais em uma casa de fundos para o local onde vivem as tias e as avós.

— O time dele do coração é o Vasco da Gama. Ele entende tudo de futebol — lembra.

A Polícia Militar diz que foi acionada na sexta-feira e constatou que "um menor de 8 anos havia sido atingido na cabeça por disparo de arma de fogo". Já a Polícia Civil do Rio de Janeiro respondeu que ainda está investigando de onde partiu o disparo.