Mercado abrirá em 9 h 22 min
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,47
    +0,17 (+0,23%)
     
  • OURO

    1.778,40
    +1,70 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    34.922,55
    +2.128,04 (+6,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    840,25
    +53,63 (+6,82%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    29.194,19
    +311,73 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    29.093,00
    +217,77 (+0,75%)
     
  • NASDAQ

    14.362,00
    +7,75 (+0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8674
    +0,0051 (+0,09%)
     

Menina de 8 anos pede pão e leite para a família em carta ao Papai Noel

·1 minuto de leitura
Carta da estudante Emanuelle Cristina da Cunha Cardoso, de 8 anos, ao Papai Noel; à direita, ela com os dois irmãos

A pouco mais de um mês para o Natal, a estudante Emanuelle Cristina da Cunha Cardoso, de 8 anos, escreveu uma carta ao Papai Noel, mas não quer brinquedos. A garotinha pediu leite para o irmão mais novo e pão para a família, que mora em Anápolis (GO).

“Papai Noel, eu queria muito ganhar uma caixa de leite para o meu irmãozinho. Queria ganhar muito pão para a gente tomar café, porque tem dia que a gente não toma café porque não tem nada”, escreveu.

Leia também

A atitude surpreendeu a mãe, Sarah Cristina da Cunha Pires, que está desempregada e depende de doações para alimentar os três filhos. Em entrevista ao portal G1, ela contou que Emanuelle viu uma campanha na televisão e quis escrever a cartinha, porém ainda não a entregou para ninguém.

“Ela viu na televisão que os Correios já estão entregando as cartinhas para o Papai Noel e me perguntou se podia fazer. Ela escreveu que queria pão e leite. Fiquei surpresa, deu um aperto no coração. Aqui a gente quase não toma café. Só quando tem doação”, disse a mãe da menina.

Emanuelle Cristina disse que pensou no caçula, Wanderson da cunha Cardozo, de 4 anos, porque ele sofre quando não consegue tomar leite na mamadeira. “Se meu irmão está sem mamadeira, ele chora. Pedi leite para a gente tomar também, porque quando a gente ganha, se não for muito, a gente deixa para ele”, disse a menina, que também é irmã de Matheus Luccas Cunha de Sousa, de 10 anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos