Mercado abrirá em 9 h 20 min
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,30 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,36 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,34
    -1,94 (-2,54%)
     
  • OURO

    1.748,90
    -5,10 (-0,29%)
     
  • BTC-USD

    16.165,18
    -337,91 (-2,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    378,81
    -3,85 (-1,01%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,93 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.073,02
    -500,56 (-2,85%)
     
  • NIKKEI

    28.092,90
    -190,13 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    11.688,50
    -94,25 (-0,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6080
    -0,0164 (-0,29%)
     

Meirelles critica tentativa de barrar indicação de Ilan ao BID pelo PT

*ARQUIVO* SAO PAULO, SP, 27.09.2022: MONICA BERGAMO - Jantar ex- ministro da Fazenda Henrique Meirelles, falando sobre perspectivas econômicas para 2023, no restaurante Carat, no Jardim Paulista. Na foto, Henrique Meirelles (ex-presidente do Banco Central e ex-ministro da Fazenda). (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
*ARQUIVO* SAO PAULO, SP, 27.09.2022: MONICA BERGAMO - Jantar ex- ministro da Fazenda Henrique Meirelles, falando sobre perspectivas econômicas para 2023, no restaurante Carat, no Jardim Paulista. Na foto, Henrique Meirelles (ex-presidente do Banco Central e ex-ministro da Fazenda). (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles considera um erro o movimento feito pelo PT contra a indicação de Ilan Goldfajn para a presidência do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

"O Ilan é um sujeito extremamente qualificado, tem a experiência necessária para esse cargo, serviu a governos diversos e a organismos internacionais. Não é representante de uma facção política, e isso é muito positivo", declarou.

Ex-presidente do Banco Central, Ilan foi indicado pelo atual governo para se candidatar à presidência do BID, em eleição marcada para 20 de novembro. O fato de ter sido nomeado pelo governo Jair Bolsonaro (PL) desagradou ao PT, no entanto.

A presidente do partido, Gleisi Hoffmann, defendeu o adiamento da escolha até a posse de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), dizendo que seria "de bom tom". Movimento semelhante foi feito pelo ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, recém-nomeado integrante da equipe de transição de Lula.

Meirelles conviveu diretamente com Ilan durante o governo de Michel Temer (2016-19), quando ambos formavam o núcleo da equipe econômica. Segundo ele, Ilan representará o Brasil e a América Latina, não um partido específico.

"Espero de fato que a indicação prospere e não esse movimento contrário, do qual eu discordo. Ele é um técnico isento, que tem todas as condições de trabalhar com o governo Lula e beneficiar muito o Brasil, que nunca comandou o BID", afirmou.

Segundo ele, a tentativa do PT de emplacar um aliado no cargo é algo previsível. "É um movimento partidário até certo ponto esperado, não me surpreende", declarou.

Meirelles apoiou a candidatura presidencial de Lula (PT), e sua nomeação para um cargo da área econômica seria bem vista pelo mercado.